Educadores

O prefeito de Osasco está obrigado a abrir edital para concurso público.

O retorno às aulas presenciais deve ser precedido de um conjunto de ações que vise assegurar a saúde dos trabalhadores e trabalhadoras da educação e da comunidade escolar.

A Intersindical REPUDIA a Medida Provisória 979/2020 (MP 979/20), que trata da escolha de reitores e reitoras das Universidades, Institutos Federais e CEFET. A Medida Provisória determina que “não haverá processo de consulta à comunidade, escolar ou acadêmica, ou a formação de lista tríplice para a escolha de dirigentes das instituições federais de ensino durante o período de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia da COVID-19”.

Nosso repúdio á Secretaria de Educação do Paraná (SEED) se dá ao “tratorar” as decisões do Conselho Estadual de Educação, ao sequer comunicar aos educadores as possibilidades de escolha entre Ead e suspensão de calendário.

O ano de 2020 começa em alta temperatura no seio de nossa categoria. O aprofundamento dos ataques ao serviço público praticados por Bolsonaro, e acompanhado pelos governos estaduais e municipais, impõem ainda mais organização, resistência e luta de nossa categoria.

Na manhã desta quarta-feira, 15, uma multidão tomou as ruas do centro de Belém (PA) em luta contra os cortes de verbas do ensino superior e da educação básica anunciados por Jair Bolsonaro e seu ministro marionete Abraham Weintraub.

Em meio à neblina cerrada que recai sobre o futuro dos conhecimentos científico, tecnológico, artístico e cultural, provocada pela emenda dita do Teto (declinante) dos Gastos (EC 95/2016), a rigor, emenda da reforma não consentida do Estado, a ponta do iceberg emerge ameaçadoramente.

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora repudia a ação absolutamente descabida numa democracia da Corregedoria da Universidade Federal do ABC (UFABC) que instaurou sindicância para investigar a posição política de trabalhadores dentro desta universidade.

De acordo com a assessoria jurídica do Sintepp, a decisão do STF não analisa o mérito sobre o direito que os servidores do magistério possuem sobre o valor correto do piso.

Gian Lopes reafirmou ainda que a terceirização é uma realidade que eles, administradores municipais, não podem abrir mão.

Acompanhe e participe de nossa Agende da Greve do Sintepp: 04 de junho (segunda-feira), 09:00h: Ato Público em Solidariedade à Ocupação da EE Helena Guillon;

Diante da intransigência do donos das escolas privadas, os professores realizaram hoje um dia de greve, paralisando fortemente dezenas de escolas, em uma massiva assembleia que terminou agora, às 16h, em frente à sede do sindicato da categoria, o Sinpro-SP, centenas de professoras e professores decidiram realizar na próxima semana uma nova paralisação para decidir a manutenção da convenção coletiva.

Entidades lançam campanha de crowdfunding para a produção de um “Manual de defesa para professores contra a censura”, com previsão de lançamento para junho de 2018.

Em cima da hora, o governo informou ao MPPA que a reunião seria no mesmo dia e horário, 19/03, às 16h, mas que não seria mais na CODEM e sim no Palácio Antônio Lemos.

Trabalhadores paralisam nesta quarta e quinta-feira; categoria reclama da perda de direitos

No dia 22 de março, o Sintepp realizará o I Encontro de Mulheres do SINTEPP, na E.E Anísio Teixeira, em Belém-PA, com o tema “O protagonismo das mulheres contra a retirada de direitos”.

Os (as) trabalhadores (as) em educação da rede de ensino de Breves, maior município da região do Marajó, ocuparam na tarde de hoje (13) a Câmara Municipal de Vereadores.

A assembleia geral da rede estadual de ensino, que ocorreu na manhã desta quarta-feira (1), na EE. Cordeiro de Farias, analisou a proposta de acordo apresentada pelo governo Simão Jatene/PSDB durante a audiência de conciliação na tarde de 31.10, no Tribunal de Justiça do Estado (TJE).

31 de outubro – Paralisação estadual: Não há conciliação com retirada de direitos. A luta dos trabalhadores em educação em todo o país têm sido de resistência contra os ataques aos direitos.

O SINTEPP esteve na tarde desta segunda-feira (17) na abertura do XVII Encontro Estadual dos Sem Terrinhas, que ocorre no período de 17 a 19.10, na Universidade Federal do Pará, em Belém, e promove a integração e formação política e social entre crianças dos acampamentos e assentamentos de nosso Estado.

O dia dos professores, comemorado no último domingo (15), foi marcado pela luta pela educação pública de qualidade. No Rio Grande do Sul, a categoria está em greve desde 5 de setembro para reivindicar o pagamento em dia de seus salários.

Nesta terça-feira, 10 de outubro, os técnico-administrativos em educação da UFRGS, UFCSPA e IFRS irão paralisar suas atividades em mais um protesto contra os ataque ao plano de carreira da categoria e contra os cortes de investimentos nas Universidades e Institutos Federais.

O objetivo do grupo será ir além do debate e discussão de estratégias para defender o título de Patrono da Educação de Paulo Freire, que vem sofrendo pressão de grupos conservadores para que seja revogado no Senado Federal.

Jatene entrará para a história como o governador cumpridor de um dos maiores rombos aos cofres públicos do Pará. Em 2015 convenceu a ALEPA, que tem maioria composta por base aliada à sua gestão, a aprovar no apagar das luzes da legislatura daquele ano a extensão da lei que isenta por mais 30 anos para 37 empresas em atuação no Estado. Detalhe: os deputados paraenses aprovaram sem ter noção do valor real que este rombo milionário causará ao Pará.

Técnicos da UFRGS, UFCSPA e IFRS paralisam atividades contra a grave crise das universidades e institutos federais.

Aulas confessionais nas escolas públicas indicam retrocesso, avalia Sintepp. O Sindicato das Trabalhadoras e dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará – SINTEPP, vem a público manifestar sua preocupação diante da decisão favorável do Supremo Tribunal Federal – STF sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) 4439, que questiona o modelo de ensino religioso e permite aulas confessionais nas escolas públicas do país

Somando-se as atividades da greve da Rede Estadual, Sintepp realizou nos dias 15 e 16 mais um ciclo de debates sobre a Reforma do Ensino Médio e o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração com as Regionais Marajó, Nordeste I, Oeste e Sudeste.

O ato público de abertura da GREVE, na manhã desta quinta-feira (14), demarcou a posição da categoria, que farta da política mal direcionada do governo Jatene/PSDB para a área da educação, se deslocou ao Seducão onde pretendia audiência com a Secretária de Educação Ana Cláudia Hage. Porém, mesmo sendo antecipadamente informada do movimento paredista, a Secretária de Estado lamentavelmente ignorou o protesto e incumbiu aos seus subordinados a tarefa de atender aos manifestantes.

A assembleia geral da rede estadual de ensino, que ocorreu na manhã de 01.09, na E. E. Cordeiro de Farias, avaliou o andamento da Campanha Salarial 2017 e deliberou pela deflagração da greve a partir do dia 14.09, definindo deste modo sua agenda para o período e demais desdobramentos de construção e organização do movimento paredista.

A Câmara de Campinas ficou lotada na noite desta quinta-feira, 31 de agosto, em ato contra o projeto em tramitação na casa que ataca a atividade do professor e é considerado inconstitucional.

31/08 – Paralisação Estadual da educação no Pará. Na luta pelo pagamento do piso salarial! Governo Simão Jatene (PSDB) não cumpre determinação judicial. Piso do magistério é lei, não vamos abrir mão!

Sem interesse político de reajustar salários, governo do estado informa que irá recorrer judicialmente para tentar não pagar piso.

Além do governador, o ex-secretário Francischini, o ex-comandante da PM César Kogut e dois oficiais também eram alvo da ação. Operação policial terminou com 200 feridos.

A Intersindical presta todo o apoio aos profissionais de educação da cidade de Duque de Caxias -RJ, que na última quinta-feira (03/08), ocuparam a plenária a Câmara de Vereadores da cidade contra a aprovação de dois Projetos de Lei enviados com regime de urgência pelo Prefeito Washington Reis (PMDB-RJ).

Por volta das 18h de quinta-feira (03/08), os profissionais da educação de Duque de Caxias ocuparam a Câmara Municipal em protesto contra um projeto de lei que tramita em regime de urgência para diminuir os salários dos servidores municipais.

Após mais um ano de negociações sem efeito com o governo do estado do Pará para que o piso salarial dos trabalhadores e trabalhadoras em educação da rede estadual de ensino seja cumprido, eles decidiram em assembleia no último dia 26 de abril iniciar um período de greve por tempo indeterminado a partir de 3 de maio. O governo do Estado, no entanto, entrou com ação na Justiça pedindo a ilegalidade da greve, mas não obteve e a greve está mantida!

Greve em Taboão da Serra (SP). Trabalhadores da educação exigem que o prefeito da cidade, Fernando Fernandes (PSDB) cumpra com a lei.

A greve geral de 28 de abril entrará para a história do país. Um dos marcos é a adesão de centenas de categorias com importância fundamental. Uma demonstração desse contagiante clima que vai tomando a sociedade brasileira é a paralisação dos professores das redes privadas.

Em assembleia, categoria decidiu deflagrar greve contra aprovação da Terceirização irrestrita, o desmonte da Previdência e a “reforma” trabalhista Reunidos em assembleia na noite desta segunda-feira, 17, bancários e bancárias da Baixada Santista aprovaram a deflagração de Greve Geral no próximo dia 28 de abril. A categoria se junta a diversos setores para parar o …

Bancários da Baixada Santista aprovam Greve Geral dia 28 de abril Leia mais »

Saiba mais: → Câmara dos Deputados dá tiro de morte nos direitos trabalhistas → Nota Pública do Ministério Público do Trabalho contra a Reforma Trabalhista e apoiando a Greve Geral → Juízes e advogados em defesa da Justiça do Trabalho No dia 28/04, não vou trabalhar, vou à rua protestar! As mídias tradicionais – televisão, rádios e …

Servidores municipais de Belém aderem à Greve Geral do dia 28 de abril Leia mais »

Manifestamos nosso repúdio à violência e criminalização da luta legítima dos trabalhadores/as. Dia 30 de março Legislativo e Executivo acionaram força policial com uso de bombas de efeito moral e balas de borracha para reprimir a manifestação.

Assembleia da rede municipal de educação de Cotia aprovou por unanimidade paralisação até a próxima sexta-feira (24) e realização de nova assembleia às 9h do mesmo dia, em frente à Prefeitura.

Francamente preocupadas com os rumos que a reforma do ensino médio tem tomado no Estado do Pará, algumas entidades científicas e de classe reuniram-se e decidiram assumir uma posição conjunta para comunicar à sociedade paraense os riscos e prejuízos que podem advir da referida reforma.

Trabalhadoras e trabalhadores da educação, estudantes, a Intersindical e outras entidades sindicais também ocuparam as ruas de Independência (Ceará) neste dia de atos pela greve nacional da educação e contra a Reforma da Previdência e retirada de direitos trabalhistas!

No ato contra a Reforma da Previdência e assembleia da educação municipal de Cotia (SP) que aconteceu neste dia 15, em que estão acontecendo diversas paralisações e greves por todo o Brasil, educadoras e educadores decidiram entrar em greve a partir do dia 22 de março com ampla maioria da aprovação dos presentes!

Em Cotia (SP), uma grande marcha composta pela Intersindical, Químicos Unificados, Terra Livre – Campo e Cidade, entre outros movimentos, parou a cidade nesta manhã!

Em São Paulo, as mulheres da Intersindical e de diversas outras entidades sindicais e de movimentos sociais que compõem as Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, ocuparam a Superintendência INSS em SP, contra a Reforma da Previdência (PEC 287) e as retiradas de direitos trabalhistas em curso pelo governo Michel Temer!

Teve início na tarde desta quinta-feira (02), o 22º Congresso do Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará), na capital Belém (PA).

A Rede Municipal de Ensino foi pega de surpresa com as mudanças anunciadas pelo Secretário Municipal de Educação, Adriano de Britto, em reunião com as direções de escola, terça-feira (21/2). O governo revoga o Decreto 14.521 de 1º de abril de 2004, desrespeitando a organização dos tempos da escola já construídos pelos educadores para o início do ano letivo

A primeira universidade do país a adotar o sistema de cotas raciais e para estudantes da rede pública, considerada a 5ª quinta melhor instituição de enino superior do país e a 11ª da América Latina, de acordo com o ranking Best Global Universities 2016, está a míngua.

Justiça suspende edital de organizações sociais de Goiás para atuar na educação pública

Nós, filósofos e filósofas, professores e professoras de filosofia do Estado de São Paulo, reunidos no III Encontro de professores de Filosofia e Filósofos – APROFFESP – na cidade de São Paulo, cumprindo nosso papel histórico de fazer críticas e proposições quanto ao que ocorre em nossa sociedade, repudiamos veementemente o golpe contra a Educação Brasileira desfechado pelo ilegítimo governo de Michel Temer através da modificação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n° 9.394/96) por meio de Medida Provisória referente à reforma do ensino médio, sem qualquer diálogo com a comunidade acadêmica e escolar no Brasil, o que se assemelha aos Atos Institucionais da última Ditadura Militar no país.

A assembleia geral de 24|11 debaterá indicativo de greve. Reunidos (as) em assembleia geral na manhã desta quinta-feira (17) na EE Cordeiro de Farias os (as) trabalhadores (as) em educação da rede estadual de ensino deliberara, pela manutenção do estado de greve e aprovaram a agenda de lutas contra a PEC 55 e a reforma …

Pará: paralisação 25/11. Dia 29/11 marcha à Brasília Leia mais »

A Medida Provisória que reforma o ensino médio (MP 746/16), retirando matérias como educação física e filosofia, flexibilizando os currículos e ampliando progressivamente a jornada escolar das atuais 800 horas para 1.400 horas por meio de jornada integral – o que na prática exclui do sistema educacional aqueles que precisam começar a trabalhar cedo para recompor a renda de suas famílias – pode ser remodelada se houver uma participação massiva da sociedade na discussão do tema.

Na noite desta segunda-feira, dia 31 de outubro, chegou a sete o número de unidades acadêmicas ocupadas por estudantes da UFRGS em protesto contra a PEC-241 (agora no Senado como PEC-55), o projeto Escola Sem Partido e a reforma do Ensino Médio. Foram ocupados nesta segunda-feira os prédios do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH), …

Ocupa UFRGS! Estudantes ocupam várias unidades da universidade Leia mais »

As ocupações, na forma que sucedem em escolas e universidades, consistem em exercício de liberdade de expressão. Assim se posicionou a Associação Juízes para a Democracia (AJD), em nota publicada nesta segunda, 31, sobre a onda nacional de ocupação em colégios por estudantes secundaristas contra as reformas na educação por medida provisória e os cortes …

Associação de Juízes divulga nota de apoio às ocupações de estudantes Leia mais »

O Juiz Alex Costa de Oliveira, da Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal determinou no último domingo, 30, que a polícia militar promova a desocupação  do Centro de Ensino Asa Branca de Taguatinga, com métodos torturantes frente aos estudantes. Na decisão, o juiz autorizou que a polícia: a) suspenda o fornecimento de …

Juiz autoriza tortura para desocupação de colégio no Distrito Federal Leia mais »

Uma aula pública lançará a Frente Estadual de Resistência aos Ataques à Educação Pública no estado de São Paulo no dia 4/11 às 19h no Instituto Federal de São Paulo. Participarão diversas entidades, entre elas a Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Estudantes de pelo menos 18 campi dos Institutos Federais do Espírito Santo e de 10 escolas da Rede Estadual na Grande Vitória estiveram presentes, em ato público que teve início na Pracinha de Jucutuquara, por volta das 14 horas, e saiu em Marcha em direção ao Palácio Anchieta, no Centro de Vitória. A atividade fez …

Primavera secundarista floresce nas ruas de Vitória Leia mais »

“SÃO ESSAS AS PROFESSORAS QUE VOCÊS QUEREM QUE EDUQUEM SEUS FILHOS?” Na última plenária do Congresso do SINPEEM ocorreu um episódio lamentável de machismo e covardia. Foi negada arbitrariamente uma solicitação de questão de ordem para apresentação de uma moção sobre a participação política das mulheres e enfrentamento ao machismo no sindicato. Mais uma vez, …

Violência contra as mulheres no Sinpeem Leia mais »

O massacre que a PEC 241 irá promover no ensino público está levando estudantes de todo o país a se mobilizarem contra a aprovação da medida em 2º turno, prevista para ocorrer na próxima terça (25) ou quarta-feira (26) no plenário da Câmara dos Deputados. Cerca de 19 universidades, 770 escolas e institutos federais estão ocupadas.

A Assessoria Jurídica do Sindicato das (os) Trabalhadoras (es) em Educação Pública do Pará (Asjur/SINTEPP) encaminhou para a Secretaria de Educação do Pará (SEDUC), endereçada à direção da URE 09, esta semana o parecer referente à orientação da SEDUC de cortar o ponto de trabalhadores da educação que participarem de atividades sindicais. A Assessoria Jurídica …

Pará: Sintepp responde juridicamente a orientação da SEDUC de cortar o ponto em atividades sindicais Leia mais »

A reforma autoritária do ensino médio, deflagrada por meio da MP 746/16, está mobilizando centenas de estudantes secundaristas no Paraná em atos de protesto. Dezenas de escolas em estão com as aulas suspensas por causa de ocupações de estudantes. O movimento promete se espalhar por outras capitais Os manifestantes protestam com faixas e cartazes e não …

Estudantes secundaristas ocupam ruas e escolas em Curitiba (PR) Leia mais »

A Medida Provisória 746/16 é uma medida autoritária que não resolve os problemas no ensino médio, afirma Neiva Lazzarotto, integrante do Cpers Sindicato e diretora da Intersindical Central da Classe Trabalhadora. Segundo ela, “o que o governo anuncia é uma farsa, pois diz que vai fazer ampliação progressiva do ensino integral ao mesmo tempo em que quer aprovar a PEC 241, de congelamento dos investimentos públicos por 20 anos”.

Depois da forte polêmica ao anunciar o plano de educação para o Ensino Médio proposto por meio de Medida Provisória (MP), sem debate no Congresso, com educadores ou com a sociedade, o governo Michel Temer teve que recuar do que já havia anunciado e divulgou nota na noite desta quinta-feira (22) informando que a medida não incluirá nenhum “corte de disciplina” no ensino médio.

Estudantes, membros da comunidade acadêmica e de grupos dos movimentos negro e indígena protestam nesta manhã de sexta-feira (23) pela democratização da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), ameaçada por uma possível mudança no ingresso de cotistas.

A paralisação nacional organizada pelas entidades sindicais e estudantis reuniu centenas de pessoas na manhã desta quinta-feira (22) para ato público com concentração no Mercado de São Brás. Com faixas e cartazes de protestos contra as políticas reducionistas dos direitos da classe trabalhadora os manifestantes seguiram em caminhada pela Avenida Nazaré até a Praça da …

Paralisação pelo piso, carreira e em defesa da democracia no Pará Leia mais »

Os trabalhadores e as trabalhadoras em educação da rede estadual de ensino do Pará realizam uma semana de lutas e paralisações para pressionar sobre a pauta do pagamento do piso salarial do magistério. Apesar da decisão favorável do Tribunal de Justiça do Estado (TJE/PA) no último dia 24|08, infelizmente não há qualquer sinalização para a …

Trabalhadores da educação do Pará têm semana de luta Leia mais »

O Sintepp esteve em audiência na SEAD na tarde desta terça-feira (23) onde a pauta foi o pagamento do piso|2016. Além da Coordenação do Sindicato participaram da reunião educadores que solicitaram à direção entrada na sala. Pelo governo estavam SEAD e SEDUC. Após a abertura da reunião, o Sintepp informou da participação da categoria nas …

Em audiência na SEAD governo Jatene (PSDB) confirma calote ao piso Leia mais »

No último dia 13 o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completou 26 anos. Marco histórico na defesa e garantia dos direitos das crianças e jovens de nosso país, o estatuto que obedece aos princípios da Convenção das Nações Unidas sobre os Direitos da Criança, ajustou-se a preceitos já contidos na Constituição de 1988, …

Educar para a dignidade – ECA 26 anos Leia mais »

Nem 24 horas. Esse foi o tempo que durou a nomeação do pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Adolfo Sachsida, como assessor especial do Ministério da Educação (MEC). A nomeação foi publicada no dia 11 e a exoneração em 12/7 no Diário Oficial da União (DOU). Como mostrou ontem (11/07) a reportagem o Centro de Referências em …

Após críticas, MEC recua e exonera defensor do Escola Sem Partido Leia mais »

Com o apoio da Confetam, Frente lutará para impedir a aprovação do PL 867/15, que cerceia a liberdade de expressão dos professores no exercício profissional e institui a censura em sala de aula A secretária-geral da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam/CUT), Jucélia Vargas, participou, na última quinta-feira (07/07), da reunião preparatória ao …

Lançamento da Frente Nacional contra o Projeto Escola sem Partido é nesta quarta (13) no Rio Leia mais »

O que começou como uma greve dos professores contra a privatização da Educação no país, se espalhou em manifestações, bloqueios e comunas. O EZLN, histórico grupo revolucionário, notificou o governo que não irá tolerar a violência institucional praticada contra a população. Em um comunicado divulgado na sexta-feira, 17 de junho, os zapatistas colocaram as seguintes …

Uma revolução acontece no México — mas a mídia “não sabe” Leia mais »

Os professores da rede municipal de Cubatão, cidade no litoral de São Paulo, têm sofrido uma série de ataques e perseguições por parte da prefeitura da cidade desde que iniciaram uma greve por tempo indeterminado, na terça-feira passada (14).

No próximo dia 10 de agosto completará vinte e um anos sem a presença do sociólogo e militante de esquerda Florestan Fernandes. Seu exemplo de vida, especialmente a sua aguerrida militância em defesa de uma escola pública, laica, universal e de qualidade continua a alimentar o sonho e a luta de milhares de educadores brasileiros. …

Manifesto do Coletivo de Educação Florestan Fernandes Leia mais »

Trabalhadores em educação do estado paralisam atividades e não descartam greve para o 2º semestre. A paralisação começou com ato público, com concentração em frente ao Tribunal de Justiça do Estado (TJE), na manhã desta terça-feira (14) e seguiu em caminhada para o Palácio dos Despachos. Os educadores paraenses exigem o imediato pagamento do piso …

Pará: Simão Jatene (PSDB), pague o piso aos educadores! Leia mais »

A greve dos professores do Estado do Rio de Janeiro já completa 113 dias, com adesão maciça da categoria, além de 60 escolas ocupadas por estudantes e a junção da rede de escolas técnicas na luta.

Estudantes querem a revogação de lei que permitirá a atuação de empresas na gestão da educação A mobilização de estudantes secundaristas em defesa do ensino público de qualidade chegou ao Mato Grosso. Desde a noite deste domingo (22), mais de 100 alunos ocupam a Escola Estadual Elmaz Gattas Monteiro, localizada no bairro Ipase, Vargem Grande, …

Mato Grosso tem primeira escola ocupada contra parcerias público-privadas Leia mais »

Os trabalhadores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) compareceram em peso à Assembleia Geral realizada na quarta-feira (18/05) e decretaram greve de 72 horas a partir do dia 31 de maio. Indignados com mais um desrespeito do reitor Carlos Alexandre Netto, os trabalhadores reivindicam a assinatura imediata dos planos de flexibilização e …

Trabalhadores da UFRGS entram em greve a partir de 31 de maio Leia mais »

Alunos, pais, professores e funcionários de escolas se unem para lutar por pautas específicas e gerais em favor de uma educação pública de qualidade. A primeira ocupação escolar no Rio Grande do Sul começou na quarta-feira, dia 11, na escola Emílio Masot. O objetivo era exigir o repasse das verbas em atraso, a reposição de …

Mais de 100 escolas são ocupadas por alunos no Rio Grande do Sul Leia mais »

O Sintepp realizou na manhã da quarta-feira (04) assembleia geral da categoria, no Centro de Ciências Naturais e Tecnologia da Universidade Estadual do Pará (CCNT/UEPA), em Belém, para debater as pautas da Campanha Salarial 2016. Além dos informes gerais, apresentados pela Coordenação Estadual e a Assessoria Jurídica do Sindicato, a categoria reafirmou posicionamento contrário ao …

Educadores do Pará farão paralisação nos dias 11 e 12 Leia mais »

Não houve acordo entre estudantes e representantes do governo do Estado de São Paulo, da Defensoria Pública e do Ministério Público, para discutir os desdobramentos do pedido de reintegração de posse do Centro Paula Souza, na reunião marcada para a tarde de quarta-feira (4). A audiência teria continuidade nesta quinta-feira (5), mas foi adiada. No …

Reunião de conciliação para desocupação do Centro Paula Souza é adiada Leia mais »