Ecetistas

O governo publicou decreto que coloca os Correios na lista de privatizações de Paulo Guedes Nesta terça-feira (13/04/21) foi publicado o Decreto nº 10.674, que inclui a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) no Programa Nacional de Desestatização. Isso significa acelerar os estudos, já em andamento, que preparam o processo de venda da empresa. …

Decreto de Bolsonaro coloca Correios na lista de privatizações Leia mais »

Após 35 dias de greve, os trabalhadores dos Correios acompanharam hoje, após grande ato nacional em Brasília…

Em greve desde as 22 horas do dia 10 de setembro, os trabalhadores dos Correios, em todo o país, se mobilizam para defender o caráter público da Empresa de Correios e Telégrafos – ECT frente à ameaça de privatização.

Ribamar Passos, funcionários dos Correios e Secretário de Relações Sindicais da Intersindical analisa a situação dos Correios hoje, e indica que o serviço da empresa vai muito além da entrega de correspondências, é um instrumento de garantia de direitos, e portanto não deve ser privatizado.

Militantes da oposição sindical dos Correios no Vale do Paraíba e membros da INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora são afastados e demitidos por denunciarem o sucateamento da empresa, demissões e assédio moral no local de trabalho.

A INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora manifesta sua total e irrestrita solidariedade e apoio à greve das trabalhadoras e trabalhadores dos Correios. Os trabalhadores ecetistas seguem numa greve forte em suas 35 bases sindicais desde o dia 19 de setembro contra a privatização, o fechamento de agências, contra a pressão para adesão do plano de demissão voluntária, falta de concursos, dentre outros ataques aos direitos, além da luta por um aumento real dos salários.

Os ataques aos direitos dos Trabalhadores e Trabalhadoras ecetistas continuam. Na reunião desta quarta-feira, 31 de agosto, a 8ª no processo de negociações coletivas, a Empresa apresentou mais propostas de cortes e retrocessos. Ataques econômicos Imposição do banco de horas: mecanismo de aumentar a exploração do trabalhador; Flexibilização da jornada de trabalho com redução de …

Governo Temer ataca com força total os servidores dos correios Leia mais »