fbpx

Notícias articles

Em defesa da aposentadoria, democracia e a autodeterminação dos povos

Reforma da Previdência de Bolsonaro: idade mínima de 65, tempo de contribuição de 40 anos e privatização

Reforma da Previdência de Bolsonaro: idade mínima de 65, tempo de contribuição de 40 anos e privatização

Reforma da Previdência de Bolsonaro Na tarde de ontem, o jornal O Estado de S. Paulo antecipou o conteúdo da Reforma da Previdência formulada pela equipe econômica de Bolsonaro, sob comando do banqueiro Paulo Guedes. Segundo o jornal, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) prevê o fim da aposentadoria por tempo de contribuição (regra 86/96), que corresponde a cerca

capitalização na Previdência

Exemplo chileno: por que capitalização na Previdência gera pobreza e desigualdade?

Ao que tudo indica, a equipe econômica do governo Bolsonaro, liderada por Paulo Guedes, optou por uma reforma radical da Previdência Social: a transição para um regime de capitalização. Com a justificativa do “rombo da Previdência”, a proposta se baseia na experiência chilena, que privatizou o sistema de aposentadorias em 1981, durante governo ditatorial de

Vale criminosa, Vale assassina

Mais uma vez o mar de lama da Vale faz o Brasil chorar. Mais uma vez a Vale deixa um rastro de mortes e destruição do meio ambiente. O rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, na cidade Brumadinho, em Minas Gerais, é mais um crime bárbaro da companhia Vale. Neste quinto de dia após o desastre criminoso de Brumadinho, já estão confirmadas 65 mortes e 279 continuam desaparecidas. O rio Paraopeba, que abastece a Região Metropolitana de Belo Horizonte, já está contaminado e a lama tóxica deve chegar no rio São Francisco nas próximas semanas.

Discurso do “rombo da Previdência” esconde irresponsabilidades do Governo Federal

Discurso do “rombo da Previdência” esconde irresponsabilidades do Governo Federal

Uma série de operações do governo federal, apontadas pelos estudos da CPI da Previdência, altera as contas do Orçamento da Seguridade Social e dá margens para o discurso do “déficit” e da necessidade de uma reforma previdenciária regressiva. A principal ação é o desvio direto de recursos, em especial após a criação da Desvinculação de Receitas da União (DRU), criada em 1994, que permite ao governo redirecionar até 30% do orçamento de áreas como educação, saúde e previdência social para qualquer outra despesa considerada prioritária, incluindo o pagamento de juros da dívida pública.

Fracasso de Temer joga Reforma da Previdência no colo de Bolsonaro

Fracasso de Temer joga Reforma da Previdência no colo de Bolsonaro

Mas um dos destaques da “ponte para o futuro” ficou para trás. Temer não conseguiu apoio social e parlamentar para aprovar a Reforma da Previdência Social nestes dois anos e meio. A tarefa – ingrata, devido à rejeição popular – foi repassada a seu sucessor Jair Bolsonaro e agora volta ao centro do debate nacional. Até o momento, o presidente eleito e sua equipe não definiram uma proposta definitiva de Reforma da Previdência, mas mostram alinhamento ao projeto de Temer e acenam para modelos mais drásticos, como o chileno, de privatização da aposentadoria.

Liminar garante pagamento de verbas rescisórias a trabalhadores demitidos coletivamente por supermercado

Liminar garante pagamento de verbas rescisórias a trabalhadores demitidos coletivamente por supermercado

Decisão reconheceu fraude, pois não houve o acordo extrajudicial para pagamento em até 25 parcelas Natal – Uma liminar obtida pelo Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT-RN) vai garantir o pagamento de verbas rescisórias a mais de 300 trabalhadores de duas lojas do Supermercado Boa Esperança, em Parnamirim (RS). A decisão resulta de ação

Ato-debate: Menos Armas, Mais Vidas

Bolsonaro soltou decreto ampliando a posse de armas no Brasil. Armas não reduzem a violência. É preciso debater o problema para enfrentar as falsas soluções. Por isso, a iniciativa deste debate público com Guilherme Boulos, Valdenia Paulino e Férrez. Vamos! ATENÇÃO: Devido a previsão de chuvas no dia, alteramos o local do evento para o

2o-congresso-nacional-da-intersindical-central-da-classe-trabalhadora

Recadastramento dos sindicatos, minorias, oposições e movimentos sociais

Recadastramentos para o 2º Congresso Nacional da Intersindical A intersindical realizará seu 2º Congresso Nacional nos dia 15, 16 e 17 de março de 2019, em São Paulo/SP. Solicitamos a todas que realizam o recadastramento com o objetivo de facilitar o processo de organização congressual. O recadastramento é feito pelos formulários online a seguir, basta clicar

CAMPANHA SALARIAL 2019 SINTEPP

CAMPANHA SALARIAL 2019 SINTEPP CONCLAMA A CATEGORIA À LUTA!

CAMPANHA SALARIAL 2019 SINTEPP A primeira audiência entre SINTEPP e Governo do Estado ocorreu na manhã do dia 16/01 –, tendo o governo sido representado pela Secretária de Educação, Leila Freire, sua equipe técnica, além da participação da Deputada Marinor Brito (PSOL). A primeira audiência entre SINTEPP e Governo do Estado ocorreu na manhã do

A JUSTIÇA DO TRABALHO É DO TRABALHADOR NÃO À EXTINÇÃO

A JUSTIÇA DO TRABALHO É DO TRABALHADOR: NÃO À EXTINÇÃO!

Caros trabalhadores, O novo ano que se inicia já vem consolidado por uma série de retrocessos em que sofremos diversas perdas de direitos trabalhistas, o que inclui Reforma Trabalhista de Michel Temer, a ampliação da terceirização e a iminente votação da Reforma da Previdência pela Câmara Federal. Com a posse do novo governo, sobram evidências de que o

invasão de madeireiros e loteamento na Terra Indígena Arariboia

Indígenas denunciam invasão de madeireiros e loteamento na Terra Indígena Arariboia

Guardiões do povo Guajajara já realizaram uma ação de retirada de madeireiros da área, na primeira semana de 2019. Indígenas denunciam que loteamento iniciou no ano passado Na Terra Indígena (TI) Arariboia, no Maranhão, a situação de recorrentes invasões madeireiras vem se agravando “mais a cada dia”, conforme relata Tainaky Tenetehar, um dos coordenadores dos

Trabalhadores recebiam R$ 4 para raspar 200 kg de mandioca

MPT solicita plano de ação para coibir trabalho infantil em casas de farinha em Lagoa da Canoa

Objetivo é que município ofereça políticas públicas efetivas que garantam o desenvolvimento físico, mental e pedagógico de crianças e adolescentes Arapiraca (AL) – O Ministério Público do Trabalho (MPT) solicitou ao município de Lagoa da Canoa que apresente, no prazo de 30 dias, um plano de atuação – proposto pela gestão municipal – para implantar e

acordo Boeing-Embraer

MPT recorre em defesa de postos de trabalho ameaçados pelo acordo Boeing-Embraer – Leia a nota

Recurso pede reconsideração da decisão que dispensou a União de consultar o Conselho de Segurança Nacional, antes de aceitar a transação Brasília – O Ministério Público do Trabalho ingressou com recurso que pede a reconsideração, em caráter de urgência, da decisão do presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Brito Pereira, que liberou a União de

povo brasileiro não quer privatizações nem fim da CLT

Maioria do povo brasileiro não quer privatizações nem fim da CLT

O Instituto Datafolha confirmou que a maioria da população brasileira rejeita a agenda antipopular e entreguista do governo Bolsonaro. Pesquisa divulgado no último sábado (5) apontou que 60% das pessoas rejeitam as privatizações e 57% são contra o fim dos direitos trabalhistas contidos na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). As perguntas feitas na pesquisa foram

Atendente de telemarketing hospitalizada

Atendente de telemarketing é hospitalizada após ser xingada por clientes durante atendimento

Uma atendente de telemarketing foi hospitalizada no Rio de Janeiro após ser xingada por clientes durante um atendimento telefônico. O relato de Viviane Amorim, que é amiga da atendente e a acompanhou no hospital, viralizou nas redes sociais nos últimos dias e abriu discussão sobre a relação dos clientes com estes profissionais. O caso aconteceu

Grupo De Trabalho das comunidades Povo sem Medo e Gringolândia

Grupo De Trabalho das comunidades Povo sem Medo e Gringolândia aprova Plano de Ação para regularização e urbanização das comunidades

Vitória! Na última sexta-feira (14/12), no Grupo de Trabalho formado pela Secretaria da Casa Civil do Rio de Janeiro com a participação das lideranças das comunidades e demais entidades da sociedade civil, foram aprovados o Relatório Final e o Plano de Ação para a regularização da Gringolândia e Povo Sem Medo. Esses documentos prevêem: 1)

Sindifort e Intersindical Ceará lançam campanha: mais salários, aposentadoria e democracia

O cenário político nacional que vem se desenhando desde o resultado do 2º turno das eleições 2018 exige atenção redobrada para assegurar nossos direitos e a democracia no Brasil. A partir de então, nosso papel se torna ainda mais fundamental na defesa de direitos da classe trabalhadora, tendo em vista que os próximos quatro anos

AI-5 completa 50 anos à véspera de outro presidente militar tomar posse

AI-5 completa 50 anos à véspera de outro presidente militar tomar posse

Ato foi ‘golpe dentro do golpe’. Congresso Nacional foi fechado. Mídia passou a ter censura prévia. Reuniões políticas: só as autorizadas O AI-5 (Ato Institucional nº5) completa 50 anos nesta 5ª feira (13.dez.2018). Em 1968, o Conselho de Segurança Nacional aprovou a norma que deu início ao período mais duro da ditadura militar brasileira –considerado 1 “golpe dentro do golpe”.

edson carneiro índio ato pela democracia

Intelectuais, artistas e lideranças populares lançam manifesto em ato pela democracia

No dia em que se completam 50 anos da edição do Ato Institucional nº 5, 13 de dezembro, intelectuais, artistas, lideranças populares, empresários e profissionais de diferentes áreas lançam, em ato público, manifesto em defesa da democracia. O evento ocorrerá às 19h na Faculdade de Direito da USP, no largo São Francisco, em São Paulo.

mst assassinado na paraíba

Toda solidariedade ao MST e às famílias dos militantes sem-terra assassinados na Paraíba

Toda solidariedade ao MST e às famílias de Orlando e Rodrigo, militantes sem-terra assassinados na Paraíba A Intersindical Central da Classe Trabalhadora envia seu abraço de solidariedade a todos/as militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e às famílias e amigos de José Bernardo da Silva, o Orlando, e Rodrigo Celestino, militantes cruelmente

Fim do Ministério do Trabalho aponta para fim de direitos sociais, criminalização das lutas e desregulamentação do trabalho

O fim do Ministério do Trabalho, o fatiamento das tarefas e a pulverização em diversas pastas demonstra os objetivos do futuro governo dirigido pela extrema direita. Se atualmente faltam mais de 5 mil auditores fiscais do trabalho para estabelecer que as garantias constitucionais estejam sendo cumpridas no dia a dia das empresas, ao invez de

5 coisas que você precisa saber sobre o fim da aposentadoria

5 coisas que você precisa saber sobre o fim da aposentadoria

Se sobra dinheiro na Seguridade Social, para onde ele está indo? Para conseguir tirar dinheiro da Seguridade Social o Governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) criou no ano 2000 a Desvinculação de Receitas da União (DRU). Ela permite que o governo retire recursos que só poderia ir parar em áreas sociais, como no caso a Seguridade Social, e transferir para o pagamento de juros da dívida pública. É por isso que, na prática, não sobra dinheiro na Seguridade Social, porque o governo usa este recurso para engordar os bancos.

Bolsonaro fim ministério do trabalho

Onyx Lorenzoni reafirma que Bolsonaro quer acabar com Ministério do Trabalho

O governo Bolsonaro recuou do recuo. No início de novembro, o ex-capitão anunciou que extinguiria o Ministério do Trabalho. Na metade do mês, voltou atrás. Agora, o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni anuncia que o Ministério do Trabalho será eliminado e suas atribuições serão divididas entre em três pastas: Economia, Justiça e Segurança Pública e Cidadania.

14º CONSINAI debate os desafios dos trabalhadores no próximo governo

14º CONSINAI debate os desafios dos trabalhadores para o próximo governo

Acontece desde esta quinta-feira (22) o 14º CONSINAI, o Congresso do SINAI-RN (Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do Rio Grande do Norte), na cidade de Mossoró. O tema desta edição é tem “O Estado e as Reformas, para que e para quem”. O Congresso segue até sábado (24).

Petrobras: a raposa no galinheiro | INTERSINDICAL

Petrobras: a raposa no galinheiro

“O primeiro escalão do time do capitão está permeado de quadros que exibem uma relação íntima com o financismo internacional e com os interesses do Departamento de Estado norte-americano”.  Por Paulo Kliass * Muito já foi dito e escrito a respeito dos interesses geopolíticos e econômicos que operaram ao longo do processo do golpeachment de

Entidades ligadas à justiça trabalhista repudiam fim de Ministério do Trabalho

De acordo com as entidades, “sob o comando do Ministério do Trabalho, o Brasil modernizou e equilibrou as relações de trabalho em sua transição de uma economia eminentemente agrícola para a industrial, possibilitando o desenvolvimento econômico conjugado com estratégias de proteção física e mental dos trabalhadores.”

Plenária de lançamento da Campanha Permanente em Defesa da Previdência e Seguridade Social

Saiba mais sobre a Campanha Permanente em Defesa da Previdência e Seguridade Social → Centrais lançam campanha e anunciam mobilizações contra a Reforma da Previdência Em Defesa da Previdência e Seguridade Social, acompanhe ao vivo: Apresentação de Mário Vilanueva, trabalhador chileno, sobre o modelo previdenciário chileno (1.1 Link do DIEESE; 1.2 Link da Intersindical); Debate das

Embraer e Boeing: o que está em jogo? | Intersindical

Embraer e Boeing: o que está em jogo?

O Departamento de Estudos Intersindicais de Estatística e Estudos Econômicos (DIEESE) criticou a falta de transparência e mostrou preocupação com as consequências do possível acordo entre Embraer e Boeing para a indústria de aviação brasileira e a soberania nacional.

A resistência começa pelo direito à aposentadoria do povo

A farsa, o terrorismo e o ódio saíram vitoriosos das urnas. Depois de anos a fio de manipulação por parte da mídia corporativa, de utilização seletiva do aparato judicial e de uma campanha criminosa de mentiras e fake news, o poder econômico conseguiu manejar a boa fé da maioria do nosso povo e garantir, nas urnas, a legalização do golpe de 2016, a continuidade da agenda ultraliberal, instalando um governo autoritário e fascista.

Frentes indicam o caminho da resistência

Vivemos um processo eleitoral totalmente atípico. Desde o encerramento do período militar não tínhamos a prisão política de um líder, como a de Luiz Inácio Lula da Silva, injustamente condenado, e que teve sua candidatura impugnada pelo Tribunal Superior Eleitoral. Um processo em que forças que atuavam, até então, nos porões do país, emergiram a disputa presidencial provocando uma grande onda de ódio e violência contra o povo brasileiro.

Nota de apoio à Amelinha Teles e sua filha, Janaina Teles | Intersindical

Nota de apoio à Amelinha Teles e sua filha, Janaina Teles

Nós, familiares de mortos e desaparecidos políticos, defensores de direitos humanos, organizações e entidades abaixo-assinadas, nos solidarizamos com Amelinha Teles, ex-presa política e histórica defensora de direitos humanos e sua filha Janaína Teles, historiadora e defensora de direitos humanos. Ambas vêm sendo alvo de uma onda de ataques nas redes sociais.

Virada Democrática amanhã, às 17h, no Largo da Batata!

Virada Democrática amanhã, às 17h, no Largo da Batata!

Convocamos o povo brasileiro à VIRADA DEMOCRÁTICA diante da ameaça fascista representada na candidatura Bolsonaro. O desprezo de Jair Bolsonaro pela democracia não consta somente no seu passado, mas é expresso cotidianamente por sua campanha que defende abertamente um projeto autoritário e excludente, prevendo até mesmo a eliminação física dos seus opositores.

OAB, ANAMATRA, CNBB, ANPT, SINAIT, ABRAT E FENAI assinam nota contra as recentes manifestações de ódio

As entidades signatárias abaixo nominadas, representativas da sociedade civil organizada, no campo do Direito e das instituições sociais, por seus respectivos Representantes, ao largo de quaisquer cores partidárias ou correntes ideológicas, considerando os inquietantes episódios descortinados nos últimos dias, nas ruas e nas redes sociais, ao ensejo do processo eleitoral, de agressões verbais e físicas – algumas fatais – em detrimento de indivíduos, minorias e grupos sociais, a revelar crescente desprestígio dos valores humanistas e democráticos que inspiram nossa Constituição cidadã, fiadores da convivência civilizada e do exercício da cidadania, vêm a público.

Repúdio às manifestações que afrontam o Estado Democrático de Direito

Nota de repúdio às manifestações que afrontam o Estado Democrático de Direito

A democracia vem sendo frontalmente ameaçada no processo eleitoral para a Presidência da República! Não bastasse o escândalo das doações ilegais efetuadas por empresas para espalhar informações falsas (fake news), o candidato da extrema-direita e seus aliados atacam a população e as instituições que asseguram o Estado Democrático de Direito.

A política salarial nos programas dos candidatos à Presidência

O processo eleitoral pelo qual passa o Brasil de hoje assume duas marcas fundamentais. Por um lado, tornou-se uma fábrica de mentiras, pelas denominadas “fake news”, que junto com um esquema forte de comunicação digital (e ao que tudo indica, também ilegal – ver denúncia aqui) levou o candidato Jair Bolsonaro a quase ganhar as eleições no primeiro turno.

[email protected] pelo Brasil! Nas ruas no dia 20 de outubro

Em defesa da democracia e dos direitos! Há dias que ficam para a história. O próximo sábado, 20 de outubro, será um deles. Neste dia, através de uma grande mobilização nacional, o povo irá manifestar seu amor pelo Brasil, por essa pátria tão forte quanto diversa. Vamos levantar nossas vozes, em cada cidade, para rechaçar os ataques e ameaças à nossa democracia e aos nossos direitos políticos e sociais.

Resolução: Agora é Haddad!

A classe trabalhadora e o Brasil estão diante da maior ameaça aos direitos sociais e às liberdades democráticas estabelecidas na Constituição de 1988. No segundo turno das eleições presidenciais, estão em disputa dois projetos antagônicos: a democracia e os direitos contra a barbárie e a violência contra milhões de mulheres e homens.

Alerta: coação da empresa no voto do trabalhador é violação trabalhista

MPT alerta: coação da empresa no voto do trabalhador é violação trabalhista

O Ministério Público do Trabalho (MPT) divulgou, nesta segunda-feira (1°), nota pública para alertar as empresas e a sociedade de que é proibida a imposição, coação ou direcionamento nas escolhas políticas dos empregados. O objetivo é garantir o respeito e a proteção à intimidade e à liberdade do cidadão-trabalhador no processo eleitoral, no ambiente de trabalho.

Assim como Mourão, jornal O Globo e FIESP foram contra 13º salário

“Considerado desastroso para o país um 13º mês de salário”. Esta foi a manchete de capa do jornal O Globo em 26 de abril de 1962 em um dos últimos atos de desespero da família Marinho e do grande empresariado contra a gratificação de natal ao trabalhador, que seria instituída pelo presidente João Goulart três meses depois.

Top