Notícias Home articles

Moção de solidariedade à Reitora Maria Valéria Corrêa, da UFAL

Moção de solidariedade à Reitora Maria Valéria Corrêa, da UFAL

Moção de solidariedade à Reitora Maria Valéria Corrêa, da UFAL

Os delegados e delegadas do 2º Congresso Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora se solidarizam com a companheira Maria Valéria. Recebemos com surpresa a notícia do pedido de prisão da companheira, pleiteado pela Associação de Docentes da UFAL (ADUFAL) e pelo Sindicatos dos trabalhadores da UFAL (SINTUFAL), contra a reitora Maria Valéria e membros da sua gestão.

Andreia de Jesus, da Intersindical/Brigadas Populares, fala de sua eleição como deputada estadual em MG

Andreia de Jesus, militante da Intersindical, das Brigadas Populares e primeira mulher negra eleita para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, fez uma breve saudação aos delegados e observadores do 2º Congresso Nacional da Intersindical reforçando a importância do trabalho de base.

Zilmar Alverita questiona a representação feminina nos sindicatos e centrais

Zilmar Alverita questiona a representação feminina nos sindicatos e centrais

Zilmar Alverita da Silva, filha de sem terra, de Salvador, abriu sua exposição destacando a força da mulher e seu pioneirismo, a partir da primeira greve geral no País, organizada por elas, em São Paulo, por conta do assédio sexual vivido pelas operárias na indústria têxtil em 1917. “Essa pauta ainda não é vista no

Dida Dias exige ver o feminismo representado de fato nos sindicatos

Dida Dias exige ver o feminismo representado de fato nos sindicatos

Aldenir  Dida Dias, do Coletivo Feminista Classista ‘Maria vai com as outras’, contou sua experiência no grupo da Baixada Santista, que abrange mulheres que não estão nos sindicatos, nem nos partidos políticos e conclamou os sindicalistas a darem o exemplo em suas próprias bases. “No meio sindical temos que trazer essas mulheres, negras e indígenas

Simony Cristina dos Anjos

‘Não dá para fazer revolução no Brasil sem os cristãos’, alerta Simony dos Anjos

Uma das exposições que mais chamou a atenção das participantes do 2º Encontro de Mulheres da Intersindical foi a de Simony Cristina dos Anjos, do coletivo das Evangélicas pela Igualdade de Gênero, colunista do site Justificando. A plateia presente não conhecia o trabalho da socióloga, negra e evangélica, que luta para interseccionar a esquerda junto

Thomaz Jensen, do DIEESE, fala sobre conjuntura na era do “trabalho pós-industrial”

Economista e técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), Thomas Ferreira Jensen expôs dados e análises das conjunturas nacional e internacional, marcada pela “era do trabalho pós-industrial”. “Uberização”, flexibilização, precarização, informalidade, competitividade e maior senso de urgência e decisão dos trabalhadores são as marcas desse período. Jensen também destacou o avanço do

Jupiara Castro: “nascemos trabalhando e tivemos que arrombar portas para conquistar direitos”

Filha de comunistas, Jupiara Castro, do Núcleo de Consciência Negra da Universidade de São Paulo (USP), considera que começou a militar ainda na barriga de sua mãe e segue na ativa até hoje. Em sua trajetória, participou da fundação do Movimento Negro Unificado (MNU), do Partido dos Trabalhadores (PT) e, mais recentemente, do Partido Socialismo

‘Conhecimento é poder, por isso o ataque à educação pública’, alerta Inês Paz

Inês Paz, dirigente estadual da APEOESP/Intersindical, fez uma breve retrospectiva do desmonte da educação que os governos Temer e Bolsonaro vêm promovendo para favorecer a iniciativa privada e criar uma massa de excluídos sem poder de voz e de ação. “Anísio Teixeira, secretário da educação em 1947, já defendia a educação como instrumento para a

Marta Albarnoz Tapia

Marta Albarnoz conta a saga das trabalhadoras da alimentação escolar no Chile

A chilena Marta Albarnoz Tapia falou da experiência de construção da Federação Nacional das Manipuladoras de Alimentos (Fenama), fundada em 2014 e que hoje representa 18 mil trabalhadoras terceirizadas do Estado chileno, na mesa “América Latina pela perspectiva das mulheres” durante o 2º Encontro de Mulheres da Intersindical. “O desespero e a agonia por tanto

Está aberto o 2º Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora

Está aberto o 2º Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora

Três anos depois, a Intersindical Central da Classe Trabalhadora volta a reunir suas lideranças sindicais e populares de todo o país para realizar seu Congresso Nacional. Neste ano, marcado pela consolidação do Golpe de 2016, a ofensiva contra os trabalhadores e o avanço do imperialismo sobre o Brasil e a América Latina, os eixos do Congresso são “Democracia, Direitos e Soberania”.

Juliana Bavuzo propõe intersecções dentro do próprio feminismo

Juliana Bavuzo, secretária política das Brigadas Populares, expôs alguns dos desafios a serem debatidos no 2º Encontro de Mulheres da Intersindical, como o extermínio de direitos que afetam em especial as mulheres e a questão da própria atuação do movimento feminista. “Na crise quem primeiro sofre o baque são as mulheres, temos que olhar para

Andreia Galvão fala da uberização das relações de trabalho

Andreia Galvão fala da uberização das relações de trabalho

A socióloga da Unicamp, Andreia Galvão, fez uma síntese das mudanças sociais e culturais que culminaram com a aprovação da reforma trabalhista, a eleição de Bolsonaro e que agora ameaça a Previdência pública e a assistência social no Brasil. “A lógica neoliberal de uberização das relações de trabalho como modelo se converteu na nova forma

2º Encontro de Mulheres da Intersindical homenageia Marielle Franco e Micaela Bastidas

 O 2º Encontro de Mulheres da Intersindical foi aberto na manhã desta sexta-feira (15/03) no hotel San Raphael, centro de São Paulo, com homenagens a uma das maiores lideranças feministas e do movimento negro que o Brasil já teve: a vereadora do PSOL, Marielle Franco, executada de forma brutal há um ano.

Édgar Sarango denuncia submissão do governo equatoriano ao FMI

Édgar Sarango denuncia submissão do governo equatoriano ao FMI

Presidente da Confederação dos Trabalhadores do Equador (CTE), Édgar Sarango criticou a política de endividamento externo do governo de Lenín Moreno. O país selou acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para empréstimo de US$ 10 bilhões em troca de reformas neoliberais na estrutura estatal. Sarango também denunciou a privatização de empresas estatais, bancos e

Hugo de Melo

‘As mudanças só ocorrerão nas ruas, não no STF!’, diz Juiz do Trabalho, Hugo de Melo

O juiz do Trabalho, Hugo de Melo, fez o informe da conjuntura brasileira aos delegados estrangeiros que participaram na manhã desta quinta-feira (14/03) do 1º Seminário Internacional da Intersindical, em São Paulo, e avisou aos sindicalistas e representantes de movimentos sociais do Brasil ali presentes: “Não podemos acreditar em mudanças no âmbito do STF, as

Sindicalista do Panamá mostra como Estados Unidos impôs neoliberalismo após invasão do país em 1989

A manhã do segundo e último dia do Seminário Internacional da Intersindical começou com a mesa sobre a conjuntura latino-americana no mundo do trabalho. Para falar sobre o momento atual de seu país, o sindicalista panamenho Erubey Villarreal remontou as mudanças sociais e econômicas impostas pelo governo estadunidense após a invasão do Canal do Panamá em 1989.

Organizado pela Intersindical, ato internacional fortalece movimento brasileiro pela paz na Venezuela

Organizado pela Intersindical, ato internacional fortalece movimento brasileiro pela paz na Venezuela

Mais de 300 pessoas passaram pelo sindicato dos professores de São Paulo (Apeoesp) para manifestar seu apoio à luta do povo venezuelano por paz e soberania nacional na noite desta quarta-feira (13). O evento foi organizado pela Intersindical, em parceria com a frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, e teve a participação de dezenas

Sergio Gonzalez denuncia trabalho infantil na Argentina

A manhã do segundo dia do 1º Seminário Internacional da Intersindical foi marcada por informes e denúncias das delegações latino-americanas sobre a situação política, social e econômica em seus países. Sergio Gonzalez, da Argentina, lembrou que os trabalhadores de seu país estão passando por uma situação complicada e não muito diferente do que outros países

Húbert de Jesús Ballesteros Gómez

‘Duque é o maior obstáculo para a paz na Colômbia’, diz Ballesteros

Húbert Ballesteros , da Fuerza Alternativa Revolucionaria del Común (FARC) um partido político colombiano fundado a partir dos acordos de paz entre o governo de Juan Manuel Santos e as FARC em 2016, num acordo em Havana, explicou parte da conjuntura colombiana deste governo de Ivan Duque Márquez durante o 1 º Seminário Internacional da Intersindical.

Ismael Drullet: "O inimigo comum dos povos é o imperialismo"

Ismael Drullet: “O inimigo comum dos povos é o imperialismo”

O sindicalismo cubano também está presente no Seminário Internacional da Intersindical. Em sua exposição, Ismael Drullet Perez, da Central dos Trabalhadores de Cuba (CTC), reafirmou a vocação diplomática da ilha caribenha: “a comunidade internacional pode contar com Cuba para construir uma ordem internacional mais justa, em que o bem-estar do ser humano esteja no centro”.

Andrea Dias sugere qual deve ser a bandeira sindical neste momento

Representando a Intersindical no Paraná, a professora Maria Andrea Dias, destacou durante a mesa de Conjuntura latino-americana a importância da ação sindical – que está sendo alvo de ataques tão severos nos últimos dias, especialmente no Brasil. “Qual seria a bandeira sindical neste momento? O nosso papel é o sindicato como escola dos trabalhadores, como

“O assassinato de Marielle não é uma questão local”, diz Berna Menezes

“O assassinato de Marielle não é uma questão local”, diz Berna Menezes

Na mesa de abertura do 1º Seminário Internacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, Berna Menezes, secretária de Defesa do Serviço Público da Intersindical , enfatizou a disputa feroz pela riqueza natural dos países latino-americanos e a luta pela democracia como temas centrais para todos os participantes discutirem. “A questão da Venezuela e o assassinato

Pontos da reforma: Bolsonaro abre guerra contra aposentadoria pública

Bolsonaro abre guerra contra aposentadoria pública; veja principais pontos da “reforma”

Veja principais pontos do projeto de reforma da previdência de Bolsonaro: Exigência de idade mínima; Maior tempo de contribuição; Achatamento do valor das aposentadorias; Caminho da privatização; BPC miserável; Aposentadoria rural em risco; Professores com mais tempo de serviço; Servidores públicos.

Manifesto do Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades Democráticas

Manifesto do Fórum Sindical, Popular e de Juventudes de Luta pelos Direitos e pelas Liberdades Democráticas

Conclamamos as entidades e organizações dos(as) trabalhadores(as) e da juventude do campo e da cidade e dos movimentos populares, a construir o FÓRUM SINDICAL, POPULAR E DE JUVENTUDES, POR DIREITOS E LIBERDADES DEMOCRÁTICAS. Nenhum direito a menos!

Desvinculação de Receitas da União: Um rombo sob medida

Desvinculação de Receitas da União: Um rombo sob medida

Com ela, o governo consegue “desvincular” recursos tributários vinculados a determinados gastos, como por exemplo as contribuições sociais (PIS, Cofins, CSLL etc.) vinculadas ao orçamento da seguridade social e que, portanto, só podem ser utilizadas para os gastos com saúde, assistência social e com o Regime Geral de Previdência.

Liminar garante pagamento de verbas rescisórias a trabalhadores demitidos coletivamente por supermercado

Liminar garante pagamento de verbas rescisórias a trabalhadores demitidos coletivamente por supermercado

Decisão reconheceu fraude, pois não houve o acordo extrajudicial para pagamento em até 25 parcelas Natal – Uma liminar obtida pelo Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte (MPT-RN) vai garantir o pagamento de verbas rescisórias a mais de 300 trabalhadores de duas lojas do Supermercado Boa Esperança, em Parnamirim (RS). A decisão resulta de ação

A JUSTIÇA DO TRABALHO É DO TRABALHADOR NÃO À EXTINÇÃO

A JUSTIÇA DO TRABALHO É DO TRABALHADOR: NÃO À EXTINÇÃO!

Caros trabalhadores, O novo ano que se inicia já vem consolidado por uma série de retrocessos em que sofremos diversas perdas de direitos trabalhistas, o que inclui Reforma Trabalhista de Michel Temer, a ampliação da terceirização e a iminente votação da Reforma da Previdência pela Câmara Federal. Com a posse do novo governo, sobram evidências de que o

invasão de madeireiros e loteamento na Terra Indígena Arariboia

Indígenas denunciam invasão de madeireiros e loteamento na Terra Indígena Arariboia

Guardiões do povo Guajajara já realizaram uma ação de retirada de madeireiros da área, na primeira semana de 2019. Indígenas denunciam que loteamento iniciou no ano passado Na Terra Indígena (TI) Arariboia, no Maranhão, a situação de recorrentes invasões madeireiras vem se agravando “mais a cada dia”, conforme relata Tainaky Tenetehar, um dos coordenadores dos

Trabalhadores recebiam R$ 4 para raspar 200 kg de mandioca

MPT solicita plano de ação para coibir trabalho infantil em casas de farinha em Lagoa da Canoa

Objetivo é que município ofereça políticas públicas efetivas que garantam o desenvolvimento físico, mental e pedagógico de crianças e adolescentes Arapiraca (AL) – O Ministério Público do Trabalho (MPT) solicitou ao município de Lagoa da Canoa que apresente, no prazo de 30 dias, um plano de atuação – proposto pela gestão municipal – para implantar e

acordo Boeing-Embraer

MPT recorre em defesa de postos de trabalho ameaçados pelo acordo Boeing-Embraer – Leia a nota

Recurso pede reconsideração da decisão que dispensou a União de consultar o Conselho de Segurança Nacional, antes de aceitar a transação Brasília – O Ministério Público do Trabalho ingressou com recurso que pede a reconsideração, em caráter de urgência, da decisão do presidente do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Brito Pereira, que liberou a União de

povo brasileiro não quer privatizações nem fim da CLT

Maioria do povo brasileiro não quer privatizações nem fim da CLT

O Instituto Datafolha confirmou que a maioria da população brasileira rejeita a agenda antipopular e entreguista do governo Bolsonaro. Pesquisa divulgado no último sábado (5) apontou que 60% das pessoas rejeitam as privatizações e 57% são contra o fim dos direitos trabalhistas contidos na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT). As perguntas feitas na pesquisa foram

Atendente de telemarketing hospitalizada

Atendente de telemarketing é hospitalizada após ser xingada por clientes durante atendimento

Uma atendente de telemarketing foi hospitalizada no Rio de Janeiro após ser xingada por clientes durante um atendimento telefônico. O relato de Viviane Amorim, que é amiga da atendente e a acompanhou no hospital, viralizou nas redes sociais nos últimos dias e abriu discussão sobre a relação dos clientes com estes profissionais. O caso aconteceu

Grupo De Trabalho das comunidades Povo sem Medo e Gringolândia

Grupo De Trabalho das comunidades Povo sem Medo e Gringolândia aprova Plano de Ação para regularização e urbanização das comunidades

Vitória! Na última sexta-feira (14/12), no Grupo de Trabalho formado pela Secretaria da Casa Civil do Rio de Janeiro com a participação das lideranças das comunidades e demais entidades da sociedade civil, foram aprovados o Relatório Final e o Plano de Ação para a regularização da Gringolândia e Povo Sem Medo. Esses documentos prevêem: 1)

Sindifort e Intersindical Ceará lançam campanha: mais salários, aposentadoria e democracia

O cenário político nacional que vem se desenhando desde o resultado do 2º turno das eleições 2018 exige atenção redobrada para assegurar nossos direitos e a democracia no Brasil. A partir de então, nosso papel se torna ainda mais fundamental na defesa de direitos da classe trabalhadora, tendo em vista que os próximos quatro anos

AI-5 completa 50 anos à véspera de outro presidente militar tomar posse

AI-5 completa 50 anos à véspera de outro presidente militar tomar posse

Ato foi ‘golpe dentro do golpe’. Congresso Nacional foi fechado. Mídia passou a ter censura prévia. Reuniões políticas: só as autorizadas O AI-5 (Ato Institucional nº5) completa 50 anos nesta 5ª feira (13.dez.2018). Em 1968, o Conselho de Segurança Nacional aprovou a norma que deu início ao período mais duro da ditadura militar brasileira –considerado 1 “golpe dentro do golpe”.

edson carneiro índio ato pela democracia

Intelectuais, artistas e lideranças populares lançam manifesto em ato pela democracia

No dia em que se completam 50 anos da edição do Ato Institucional nº 5, 13 de dezembro, intelectuais, artistas, lideranças populares, empresários e profissionais de diferentes áreas lançam, em ato público, manifesto em defesa da democracia. O evento ocorrerá às 19h na Faculdade de Direito da USP, no largo São Francisco, em São Paulo.

mst assassinado na paraíba

Toda solidariedade ao MST e às famílias dos militantes sem-terra assassinados na Paraíba

Toda solidariedade ao MST e às famílias de Orlando e Rodrigo, militantes sem-terra assassinados na Paraíba A Intersindical Central da Classe Trabalhadora envia seu abraço de solidariedade a todos/as militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e às famílias e amigos de José Bernardo da Silva, o Orlando, e Rodrigo Celestino, militantes cruelmente

Fim do Ministério do Trabalho aponta para fim de direitos sociais, criminalização das lutas e desregulamentação do trabalho

O fim do Ministério do Trabalho, o fatiamento das tarefas e a pulverização em diversas pastas demonstra os objetivos do futuro governo dirigido pela extrema direita. Se atualmente faltam mais de 5 mil auditores fiscais do trabalho para estabelecer que as garantias constitucionais estejam sendo cumpridas no dia a dia das empresas, ao invez de

5 coisas que você precisa saber sobre o fim da aposentadoria

5 coisas que você precisa saber sobre o fim da aposentadoria

Se sobra dinheiro na Seguridade Social, para onde ele está indo? Para conseguir tirar dinheiro da Seguridade Social o Governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) criou no ano 2000 a Desvinculação de Receitas da União (DRU). Ela permite que o governo retire recursos que só poderia ir parar em áreas sociais, como no caso a Seguridade Social, e transferir para o pagamento de juros da dívida pública. É por isso que, na prática, não sobra dinheiro na Seguridade Social, porque o governo usa este recurso para engordar os bancos.

14º CONSINAI debate os desafios dos trabalhadores no próximo governo

14º CONSINAI debate os desafios dos trabalhadores para o próximo governo

Acontece desde esta quinta-feira (22) o 14º CONSINAI, o Congresso do SINAI-RN (Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do Rio Grande do Norte), na cidade de Mossoró. O tema desta edição é tem “O Estado e as Reformas, para que e para quem”. O Congresso segue até sábado (24).

Entidades ligadas à justiça trabalhista repudiam fim de Ministério do Trabalho

De acordo com as entidades, “sob o comando do Ministério do Trabalho, o Brasil modernizou e equilibrou as relações de trabalho em sua transição de uma economia eminentemente agrícola para a industrial, possibilitando o desenvolvimento econômico conjugado com estratégias de proteção física e mental dos trabalhadores.”

OAB, ANAMATRA, CNBB, ANPT, SINAIT, ABRAT E FENAI assinam nota contra as recentes manifestações de ódio

As entidades signatárias abaixo nominadas, representativas da sociedade civil organizada, no campo do Direito e das instituições sociais, por seus respectivos Representantes, ao largo de quaisquer cores partidárias ou correntes ideológicas, considerando os inquietantes episódios descortinados nos últimos dias, nas ruas e nas redes sociais, ao ensejo do processo eleitoral, de agressões verbais e físicas – algumas fatais – em detrimento de indivíduos, minorias e grupos sociais, a revelar crescente desprestígio dos valores humanistas e democráticos que inspiram nossa Constituição cidadã, fiadores da convivência civilizada e do exercício da cidadania, vêm a público.

Repúdio às manifestações que afrontam o Estado Democrático de Direito

Nota de repúdio às manifestações que afrontam o Estado Democrático de Direito

A democracia vem sendo frontalmente ameaçada no processo eleitoral para a Presidência da República! Não bastasse o escândalo das doações ilegais efetuadas por empresas para espalhar informações falsas (fake news), o candidato da extrema-direita e seus aliados atacam a população e as instituições que asseguram o Estado Democrático de Direito.

A política salarial nos programas dos candidatos à Presidência

O processo eleitoral pelo qual passa o Brasil de hoje assume duas marcas fundamentais. Por um lado, tornou-se uma fábrica de mentiras, pelas denominadas “fake news”, que junto com um esquema forte de comunicação digital (e ao que tudo indica, também ilegal – ver denúncia aqui) levou o candidato Jair Bolsonaro a quase ganhar as eleições no primeiro turno.

Top