Notas articles

mp 979

Nota de REPÚDIO à MP 979/2020: Em defesa da autonomia universitária

A Intersindical REPUDIA a Medida Provisória 979/2020 (MP 979/20), que trata da escolha de reitores e reitoras das Universidades, Institutos Federais e CEFET. A Medida Provisória determina que “não haverá processo de consulta à comunidade, escolar ou acadêmica, ou a formação de lista tríplice para a escolha de dirigentes das instituições federais de ensino durante o período de emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da pandemia da COVID-19”.

Nota de repúdio – A expulsão da diplomacia venezuelana é um crime contra a nossa constituição e nossa história

É dever de todas organizações democráticas repudiar a ação criminosa do governo Brasileiro e defender de forma contundente a soberania dos povos. A solução para a crise venezuelana será obra de seu próprio povo, não aceitamos nenhum tipo de intervenção. 

Nota da Intersindical sobre o 1º de Maio

Mesmo NÃO TENDO CONCORDÂNCIA com a presença destes personagens em nosso ato, decidimos por construí-lo, porque nosso compromisso é exclusivamente com a classe, e ela estará participando, mesmo que virtualmente, no 1° de Maio. Não poderíamos deixar de colocar nossa posição perante os trabalhadores e trabalhadoras neste momento. A Intersindical apresenta à classe trabalhadora neste 1° de Maio sua posição e compromisso de luta, expressos nos seguintes pontos:

solidariedade aos metroviários

Nota de solidariedade aos metroviários

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora apoia a luta dos trabalhadores e trabalhadoras do metrô em defesa da vida. Tudo que não é essencial neste momento de pandemia deve ser paralisado, para evitar o crescimento do contágio e poupar vidas. O Metrô e o trem deveriam atender apenas as pessoas que estão no combate ao coronavírus que causa a Covid 19 e aqueles que estão em busca de ajuda médica.

Que o Congresso Nacional assuma o protagonismo: devolva a cruel MP927!

As Centrais Sindicais, reunidas virtualmente nesta segunda feira, afirmam que a Medida Provisória 927, editada pelo Governo Federal, na calada da noite de domingo, 22 de março, é cruel e escandalosa. Chega a ser surreal pensar que um presidente da República possa agir de maneira tão discriminatória e antissocial, jogando nas costas dos trabalhadores mais

alteração estatutária da cassi

Intersindical não reconhece o resultado da alteração estatutária da CASSI

A promulgação do resultado da consulta de alteração do estatuto da CASSI, apreciada pelo corpo social da entidade entre os dias 18/11/2019 à 28/11/2019, ao não observar o texto do art. 73º do estatuto social que determina “Para aprovação de reforma estatutária […], é necessário o quorum de votantes de metade do total de associados registrado no último balancete mensal publicado, mais 1 (um) associado, e, destes, que no mínimo, 2/3 (dois terços) votem favoravelmente, não computados os votos em branco.” é um claro atentado a legalidade e a democracia na condução da CASSI.

Resolução da Intersindical: Nota de adesão ao Manifesto ‘A CASSI tem Solução’

Subscrevemos o Manifesto “A CASSI tem Solução” por representar uma solução para a CASSI aderente a esses princípios. Exigimos que a proposta acima seja objeto de apreciação da CASSI nos seus órgãos de governança, pois a governança da CASSI é COMPARTILHADA entre patrocinador e associados. A governança corporativa da CASSI tem obrigação de dar seu parecer pois o funcionalismo POSSUI a sua PROPOSTA!

AI-5 nunca mais: Centrais repudiam declarações de Eduardo Bolsonaro

O movimento sindical brasileiro repudia as declarações ameaçadoras do líder do governo Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), em que advoga um novo AI-5 para reprimir as forças do campo democrático, popular e as lutas sociais. A fala covarde e irresponsável do filho do Presidente da República é mais uma “cortina de fumaça” utilizada pra tentar abafar as relações nada republicanas da família Bolsonaro com as milícias.

reintegração de psicóloga, hellen cristina de oliveira alves

Trabalhadores exigem reintegração de psicóloga servidora pública do IFPI

A INTERSINDICAL CENTRAL DA CLASSE TRABALHADORA vem a público externar seu repúdio às ações arbitrárias e isoladas praticadas pela direção do Campus do IFPI de São Raimundo Nonato que, numa manipulação grosseira das normas internas e da legislação vigente, estão transformando processos administrativos disciplinares (PAD) em instrumentos de perseguição política de servidores e servidoras. Exemplo berrante dessa postura culminou com a demissão delituosa da servidora e dirigente sindical Hellen Cristina de Oliveira Alves.

Moção de repudio à codenação do prof. Aldo Santos

Moção de repudio à condenação do professor Aldo Santos e a criminalização dos movimentos sociais

A Intersindical vem a público para manifestar o seu repúdio diante da Injusta condenação do Professor Aldo Santos, ex-vereador por 16 anos em São Bernardo do Campo, presidente da APROFFIB, diretor da APROFFESP, militante sindical da APEOESP e do PSOL – reconhecido defensor dos direitos democráticos e das organizações sociais.

Moção de solidariedade à Reitora Maria Valéria Corrêa, da UFAL

Moção de solidariedade à Reitora Maria Valéria Corrêa, da UFAL

Os delegados e delegadas do 2º Congresso Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora se solidarizam com a companheira Maria Valéria. Recebemos com surpresa a notícia do pedido de prisão da companheira, pleiteado pela Associação de Docentes da UFAL (ADUFAL) e pelo Sindicatos dos trabalhadores da UFAL (SINTUFAL), contra a reitora Maria Valéria e membros da sua gestão.

Declaração do Seminário Internacional e Plano de Ação FSM

Declaração do Seminário Internacional da Intersindical e Plano de Ação da FSM

Nos dias 13 e 14 de março de 2019 em São Paulo- Brasil, realizamos o Seminário Internacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora e Federação Sindical Mundial – FSM, com representações de delegações de Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Cuba, Equador, Nicarágua, Panamá, Peru, Uruguai, Venezuela, e do Escritório na América Latina e Caribe da FSM.

Conversar, unir e mobilizar o povo em defesa da aposentadoria e da previdência pública!

Conversar, unir e mobilizar o povo em defesa da aposentadoria e da previdência pública!

O governo da extrema direita quer excluir de vez os trabalhadores mais empobrecidos elevando ainda mais o tempo de contribuição para o acesso à aposentadoria. Atualmente, já é muito difícil comprovar os 15 exigidos, dado a alternância que milhões de pessoas são submetidas, de longos períodos sem emprego formal e alguns curtos momentos de trabalho com carteira assinada.

Centrais se opõem à MP que exclui trabalhadores da previdência mesmo sem reforma

Centrais se opõem à MP que exclui trabalhadores da previdência mesmo sem reforma

São determinações que aprofundam a crise social e de emprego em que vivemos, tornam ainda mais vulneráveis os pequenos municípios, não investem no efetivo saneamento das contas previdenciárias nem apontam um caminho de negociação e entendimento, fundamental para se encontrar uma solução equilibrada e sustentável para a situação.

Nota de apoio da Intersindical à greve dos Petroleiros

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora vem manisfestar seu apoio a greve de advertência de 72 horas anunciada pelos petroleiros a partir das meia noite de quarta-feira (30/05). A central compreende que é o momento de produzir a unidade da classe trabalhadora em defesa da Petrobras, isso passa por unificar as lutas entre os trabalhadores da produção, do transporte e os consumidores de combustíveis.

Nota da Intersindical em solidariedade às famílias desabrigadas pelo desabamento do prédio ocupado em São Paulo

Nota da Intersindical em solidariedade às famílias desabrigadas pelo desabamento do prédio ocupado em São Paulo

A Intersindical lamenta profundamente o incêndio e desabamento do prédio em São Paulo que abrigava os moradores da Ocupação Paissandú. É mais um triste Dia dos Trabalhadores com esta tragédia que representa o descaso do poder público com relação a quem não tem onde morar. QUEM OCUPA, NÃO TEM CULPA!

Ao Governo de Pernambuco: NÃO à perseguição política a Áureo Cisneiros

Nota da INTERSINDICAL ao Governo do Estado de Pernambuco em repúdio ao processo de perseguição política a Áureo Cisneiros

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora vem manifestar seu mais profundo repúdio ao processo de perseguição política levado a cabo pelo Governo do Estado de Pernambuco contra uma das mais importantes lideranças do movimento sindical do estado, o companheiro Áureo Cisneros, Presidente do Sinpol/PE.

FSM se solidariza com a greve geral de 14 de junho | Intersindical

Primeiro de maio de 2018: Com internacionalismo e solidariedade!

No Brasil, a Intersindical participará de manifestações unitárias nos Estados e do 1° de Maio Nacional em Curitiba. Em defesa dos direitos sociais e trabalhistas, da soberania nacional, da democracia e por Lula livre. A Federação Sindical Mundial (FSM), em nome de seus mais de 92 milhões de filiados em todo o mundo, saúda este dia a todos os trabalhadores que vivem, trabalham e lutam em todos os cantos do mundo. O Primeiro de Maio foi, é e será um guia para as lutas de ontem e de amanhã. O primeiro de maio deve ser uma mensagem de resistência contra a burguesia, os imperialistas e as políticas de suas alianças internacionais.

O Martírio de Marielle Franco | INTERSINDICAL

O Martírio de Marielle

A execução na última quarta-feira (14) da vereadora do PSOL no Rio de Janeiro, Marielle Franco deu início a uma comoção nacional sem precedentes na história recente do país. Não por acaso seu martírio – consequência do seu compromisso com a luta e a dignidade das mulheres negras e do povo das periferias cariocas – despertou milhares de pessoas em uma onda de manifestações que tomou o Brasil no dia 15.

Todo apoio ao Sintraturb e demais sindicatos catarinenses

Todo apoio ao Sintraturb, Centrais e demais sindicatos catarinenses

Protesto não é crime! Nota de solidariedade da Intersindical ao Sintraurb de demais sindicatos catarinenses. A INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora denuncia a lastimável proposta do Vereador Bruno Souza, membro do grupo de extrema-direita MBL, que colocará em votação na Câmara Municipal de Florianópolis/SC, hoje (21/02) às 15h30, uma moção de repúdio ao Sintraturb (Sindicato dos Trabalhadores dos Transportes Urbano da Grande Florianópolis) e demais entidades sindicais que organizaram o vitorioso Dia Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência, na última segunda-feira (19/fev).

Nota da Intersindical-RJ em repúdio à intervenção militar no Rio de Janeiro

Nota da Intersindical-RJ em repúdio à intervenção militar no Rio de Janeiro

A crise da segurança pública no RJ é demonstração clara de que a política de guerra as drogas fracassou, gerando como consequência perversa o genocídio da juventude negra nas favelas. O emprego das Forças Armadas para tratar a segurança pública já aconteceu no contexto dos megaeventos no Rio de Janeiro sem haver sequer melhora no quadro de violência.

Nota das Mulheres da Intersindical sobre a construção 8 de março

Nota das Mulheres da Intersindical Central da Classe Trabalhadora sobre a construção do 8 de Março

Vivemos num momento em que a mulher trabalhadora sofre a cada dia as consequências do processo de precarização da vida, aprofundado com a reforma trabalhista, a terceirização, a EC 95 (Emenda Constitucional). A reforma da previdência ameaça aprofundar ainda mais esse quadro.

Nota: O projeto de Austeridade do MDB ataca o povo

Nota: O projeto de Austeridade do MDB ataca o Povo e o patrimônio gaúchos

A Direção Nacional INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora, reunida em 27 e 28 de janeiro, em São Paulo, manifesta apoio aos Servidores Públicos Estaduais do Rio Grande do Sul e repúdio ao Regime de Recuperação Fiscal e Privatizações que o Governo Sartori pretende aprovar em convocação extraordinária da Assembleia Legislativa, nos dias 29 a 31 de janeiro.

Ato em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato

Nota da Frente Povo Sem Medo em defesa da democracia e do direito de Lula ser candidato!

Juntamente com a Frente Povo Sem Medo e Brasil Popular, a Intersindical estará nas ruas pra dizer: a seletividade do judiciário na tentativa de cassação dos direitos políticos do ex-presidente é a continuidade do golpe pra manter a agenda de desmontes dos direitos sociais no Brasil.

Apesar do jogo sujo, Temer tem dificuldade de aprovar fim da aposentadoria

Apesar do jogo sujo, Temer tem dificuldade de aprovar fim da aposentadoria

Aposentadoria, direito que une o povo! Todos estão percebendo as dificuldades que Temer, Maia e a maioria do Congresso Nacional estão encontrando pra votar a deforma da previdência. Isso é resultado da mobilização do movimento sindical, popular e da esquerda, além de outros setores comprometidos com a dignidade do nosso povo.

INTERSINDICAL apoia a greve dos trabalhadores dos Correios

Nota da INTERSINDICAL em apoio à greve dos trabalhadores dos Correios

A INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora manifesta sua total e irrestrita solidariedade e apoio à greve das trabalhadoras e trabalhadores dos Correios. Os trabalhadores ecetistas seguem numa greve forte em suas 35 bases sindicais desde o dia 19 de setembro contra a privatização, o fechamento de agências, contra a pressão para adesão do plano de demissão voluntária, falta de concursos, dentre outros ataques aos direitos, além da luta por um aumento real dos salários.

Temer na ONU: cinismo a serviço do rentismo e do conservadorismo

Temer na ONU: cinismo a serviço do rentismo e do conservadorismo

Da tribuna da Assembleia-Geral da ONU, o velhaco Michel Temer repete o enredo farsesco que a ninguém engana. Já no início do discurso oco, o ilegítimo atenta contra a inteligência mundial ao “condenar” a discriminação, opressão e miséria. Logo ele, responsável por um governo tão retrógado e reacionário, a exemplo, entre uma infinidade de medidas, da reforma trabalhista recentemente aprovada que joga milhões de pessoas na miséria do subemprego e na ultra precarização que aflige, principalmente, negros, mulheres, trabalhadores/as LGBT e demais setores oprimidos pela exploração.

Manifesto internacional contra a entrega das riquezas do Brasil

Frente em Defesa da Soberania Nacional lança manifesto contra a entrega das riquezas do Brasil e coleta assinaturas

A soberania brasileira nunca foi tão afetada. A Frente Parlamentar em Defesa da Soberania Nacional lança esse alerta para que todos os órgãos de Estado, embaixadas, investidores estrangeiros, imprensa e quem mais interessar.

Assine essa petição e divulgue amplamente. Nossa meta é chegar a 1 milhão de assinaturas!

IFSC e o golpe continuado contra a democracia

IFSC e o golpe continuado contra a democracia

Desde 2016, o golpe em curso no Brasil tem mostrado suas garras na devastadora retirada de direitos contra a classe trabalhadora. O Congresso Nacional, o Judiciário, o MPF, tem sido utilizados como instrumentos do grande capital para acelerar o ritmo da precarização da vida dos trabalhadores e trabalhadoras e para perseguir aqueles e aquelas que lutam.

Nota da Intersindical em apoio aos professores de Duque de Caxias (RJ)

Nota da Intersindical em apoio às educadoras e educadores de Duque de Caxias (RJ)

A Intersindical presta todo o apoio aos profissionais de educação da cidade de Duque de Caxias -RJ, que na última quinta-feira (03/08), ocuparam a plenária a Câmara de Vereadores da cidade contra a aprovação de dois Projetos de Lei enviados com regime de urgência pelo Prefeito Washington Reis (PMDB-RJ).

Todo apoio aos trabalhadores do Acampamento Hugo Chaves

Todo apoio aos trabalhadores do Acampamento Hugo Chaves

Nos últimos dias, as 300 famílias do Acampamento Hugo Chaves vêm sofrendo uma série de ameaças e violências, como incêndio criminoso das suas lavouras e disparos de tiros de arma de fogo. Todos sabem o desfecho dessas ações dos fazendeiros e do agronegócio, como vêm ocorrendo sistematicamente na região, com assassinato de trabalhadores rurais.   

Solidariedade com os militantes políticos colombianos presos e em greve de fome

A democracia no continente latino-americano sofre a cada dia mais ataques. Os posicionamentos cada vez mais autoritários dos grupos de direita no Brasil, Argentina, Venezuela e outros países demonstram o total desinteresse das elites com a participação popular e os mecanismos democráticos.

Congresso Nacional caminha para um grave retrocesso com alterações na Lei Antiterrorismo

O Congresso Nacional mais uma vez é o centro de graves retrocessos em relação à garantia dos direitos fundamentais após um andamento extremamente preocupante do PL 5.065/2016. Este projeto de lei tem como objetivo alterar a Lei Antiterrorismo, aprovada sob amplas críticas da sociedade civil em março de 2016.

Intersindical repudia declarações de ministro do TSE Napoleão Maia em julgamento da chapa Dilma-Temer

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora repudia com veemência as declarações intempestivas, antidemocráticas e irresponsáveis do atual ministro do Superior Tribunal de Justiça, Napoleão Nunes Maia, em sua alocução no julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, na sexta-feira (9).

Nota: Nenhuma reforma! Fora Temer. Diretas já. Soberania popular nas ruas e nas urnas

Diante das evidências que vieram à público nesta quarta-feira, 17, envolvendo o ilegítimo Temer e Aécio Neves, a Intersindical se soma às iniciativas da Frente Povo Sem Medo, em unidade com a Brasil Popular, para intensificar as mobilizações pela retirada imediata das “reformas” que desmontam os direitos sociais, pela anulação do projeto de trabalho temporário e terceirização sancionado pelo ilegítimo, pela derrubada de Temer e para que prevaleça a democracia, por meio de eleições diretas e com povo nas ruas.

Nota das centrais sindicais: Continuar e ampliar a mobilização contra a retirada de direitos!

As Centrais Sindicais, reunidas na tarde desta quinta feira, avaliaram a Greve Geral do dia 28 de abril como a maior mobilização da classe trabalhadora brasileira. Os trabalhadores demonstraram sua disposição em combater o desmonte da Previdência social, dos Direitos trabalhistas e das Organizações sindicais de trabalhadores.

Nota da Intersindical em defesa dos presos políticos da Greve Geral

Dia 28 de abril último, três ativistas do MTST foram presos sem que fosse apresentada qualquer prova contra eles. Juraci Alves dos Santos, Luciano Antonio Firmino e Ricardo Rodrigues dos Santos estão na carceragem do 63o DP até hoje, mantido presos sem nada comprovado, “em nome da ordem pública”, segundo a juíza Marcela Fillus Coelho, sem qualquer base a não ser o “relato” dos policiais militares.

Câmara dos Deputados dá tiro de morte nos direitos trabalhistas. Luta segue no Senado e nas ruas!

A noite do dia 26 de abril de 2017 entrará para a história como o dia em que a Câmara dos Deputados deu um verdadeiro tiro de morte nos direitos trabalhistas e nas garantias constitucionais que protegem, minimamente, os trabalhadores e trabalhadoras contra a super exploração pretendida pelos grandes empresários e banqueiros.

Nota de solidariedade internacional contra o ataque dos EUA à Síria

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, manifesta seu veemente repúdio e desprezo pela ação terrorista promovida por Donald Trump na última quinta-feira (06 de abril), ao lançar mais de 50 mísseis sobre a Síria. Trump, que no decurso do processo eleitoral assumiu o compromisso perante o povo de seu país de não fazer mais guerra, demonstra mais uma vez ao mundo que os EUA segue estruturando sua política a partir da violência e das violações contra a soberania dos povos e o direito a autodeterminação.

Terceirização sem limites vai ampliar corrupção, desemprego e crise social

Se aprovado, milhões de empregos diretos migrarão para contratos terceirizados, quarteirizados ou pejotizados. Seria o fim das atuais categorias de trabalhadores. Todos seriam transformados em prestadores de serviços, com rendimentos menores, jornadas maiores e sem direitos trabalhistas.

Nota da Intersindical contra a demissão ilegal do presidente do SINDEC

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora repudia com veemência a demissão arbitrária do presidente do SINDEC (Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais do Estado do Ceará), Bee Mesquita, pelo Instituto Cuca, dois dias após os trabalhadores e trabalhadoras da cultura consolidarem a fundação de seu sindicato, no último dia 30 de janeiro.

A Intersindical lamenta o falecimento da ex-Primeira Dama, Dona Marisa Letícia

A Intersindical lamenta o falecimento da ex-Primeira Dama, Dona Marisa Letícia

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora lamenta a morte da ex-Primeira Dama, Dona Marisa Letícia, filha de imigrantes, mulher, operária, companheira. Diante de sua passagem, nos solidarizamos com a dor da família e amigos, a quem desejamos força, conforto e paz. A solidariedade da classe trabalhadora para com os seus é um princípio.

Terceirização fraudulenta: STF e a legalização da fraude

Após várias decisões do STF prejudiciais à classe trabalhadora, a mais alta corte marcou para o próximo dia 09/11 o julgamento de Recurso Extraordinário 958.252 que questiona a limitação da terceirização nas chamadas atividades-meio. A decisão do Supremo terá repercussão geral, ou seja, pode liberar a terceirização para todas as atividades e provocar enorme impulso da contratação precarizada. A terceirização é fundamental para baratear custos e aumentar lucros através da redução dos salários e direitos trabalhistas e sociais, permitindo ao capitalista se apropriar de uma parcela maior da renda do trabalho.

Greve Geral para barrar o desmonte do serviço público e a retirada de direitos

Alçado ao comando do país por meio de um golpe, perpetrado pelo grande capital e suas conexões na mídia, em setores do judiciário, no congresso e nos centros do império, Temer se esforça para mostrar aos donos do dinheiro e do poder de que é capaz de entregar tudo o que prometeu para se viabilizar como “presidente da república”. Por isso, o Fora Temer é uma necessidade que a cada dia vai sendo sentida por amplas camadas da sociedade

Top