Carta de São Paulo pela saúde e segurança de trabalhadoras e trabalhadores da América Latina

Carta de São Paulo pela saúde e segurança de trabalhadoras e trabalhadores da América Latina

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Após cinco dias de amplos debates, relatos e discussões, protagonizados por Trabalhadores e seus representantes, Advogados, Procuradores e Magistrados do Trabalho, Auditores Fiscais do Trabalho, Médicos e outros profissionais da saúde, Sociólogos, Economistas, Engenheiros, Jornalistas e outros, tanto do Brasil, como de outros países, entre eles, Argentina, Bolívia, Colômbia, Cuba e Peru, as entidades aqui reunidas, no “III Congresso Internacional de Ciências do Trabalho, Meio Ambiente, Direito e Saúde”, afirmam seu repúdio aos ataques aos Direitos Sociais e Econômicos conquistados pelo povo latinoamericano.

Com isso, as entidades que assinam o presente documento manifestam-se no sentido de:

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

  • repudiar o PLC nº 30/2015 que, tramita no Senado Federal, e que, sob o pretexto de regulamentar a terceirização, pretende, na verdade, suprimir os direitos dos trabalhadores brasileiros;
  • repudiar a pauta precarizante do Congresso Nacional, incluindo itens da Agenda Brasil;
  • apoiar solidariamente a atuação de todos os defensores dos trabalhadores sob a ameaça de setores reacionários e violentos da sociedade, inclusive ao advogado Arturo Portilla, da Colômbia, presente neste evento;
  • repudiar a privatização da CELG, destacando que o povo brasileiro não quer reviver os prejuízos que as privatizações trouxeram ao país nos anos 90;
  • apoiar a luta dos Professores do Paraná e de São Paulo, condenando a violenta ação dos governantes de ambos os Estados, diante do exercício do Direito de Greve;
  • apoiar a mobilização dos servidores federais, para que o Estado brasileiro realize concursos que possam suprir o déficit atual;
  • exigir maiores investimentos estatais na saúde e proteção do trabalhador, inclusive através da formação e capacitação técnica e política dos agentes públicos que atendem os trabalhadores e realizam perícias;
  • repudiar os baixíssimos valores arbitrados pela Justiça às indenizações por acidentes e doenças profissionais, incapazes de coibir as reiteradas práticas atentatórias contra a saúde e bem estar dos trabalhadores e trabalhadoras;
  • reafirmar a luta pelo SUS com fortalecimento de suas diretrizes de universalidade, integralidade e participação social;
  • lutar para que os equipamentos públicos sejam cada vez mais preparados para garantir os direitos sociais presentes na Constituição Federal; e
  • afirmar a luta contra qualquer violação aos direitos sociais.

Desta forma as entidades presentes neste evento manifestam-se sobre os temas acima indicados, esperando que os Estados latinoamericanos, bem como a sociedade em geral sejam capazes, não apenas de refletir seriamente sobre tais questões, mas, sobretudo, de atuarem prontamente para impedir retrocessos na construção de uma sociedade livre, justa e solidária.

São Paulo/SP, 28 de agosto de 2015.

Leia também:
Dificuldades e desafios do movimento sindical
Ministro Rosseto diz que PL da terceirização deve ser rejeitado
Intersindical participa do 3º Congresso Internacional de Ciências do Trabalho, Meio Ambiente, Direito e Saúde

 

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Intersindical no #19JForaBolsonaro na Av. Paulista
Intersindical no #19JForaBolsonaro na Av. Paulista
ELEIÇÕES PERUANAS [Intersindical Debate #34]
ELEIÇÕES PERUANAS [Intersindical Debate #34]
POR QUE IR ÀS RUAS NO 19J? [Intersindical Debate #33]
POR QUE IR ÀS RUAS NO 19J? [Intersindical Debate #33]
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários