fbpx

Campanha Nacional em Solidariedade aos Demitidos Políticos da Carris lota auditório do Simpa

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora

O ato de apoio aos seis demitidos políticos pela Companhia Carris Porto-alegrense, realizado ontem à noite no Simpa, em Porto Alegre (RS), contou com a presença maciça de representantes de sindicatos de trabalhadores e de servidores públicos. Cerca de 100 pessoas estiveram presentes.

Wenceslau Machado, um dos demitidos políticos pela Carris e integrante da Direção Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, explica que o próximo passo da luta agora se dará na esfera política.

“Ontem (15), recebemos o apoio dos sindicatos de servidores públicos que também solicitarão uma audiência com o prefeito para cobrar explicações, recebemos outros apoios políticos e de vereadores. Na esfera judicial já tivemos uma audiência na Justiça do Trabalho e logo teremos uma segunda”, afirma Machado.

Perseguição política

Tudo começou na segunda-feira, dia 3 de julho, com a greve geral dos servidores públicos no Rio Grande do Sul, que paralisou as polícias e o Estado.

Funcionários da Carris, com receio da insegurança e em solidariedade aos grevistas, decidiram não trabalhar . Os portões da empresa foram trancados. No dia 6 de julho a Carris demitiu seis trabalhadores alegando que eles trancaram os portões e causaram prejuízos à companhia. Três deles eram ligados a centrais sindicais.

Desde então dezenas de trabalhadores da Carris vem sendo advertidos a não mais reivindicarem melhores condições de trabalho. Nenhum deles teve coragem de ir ontem ao ato que deflagrou a campanha.

A Campanha Nacional em Solidariedade aos Demitidos Políticos da Carris conta tem o apoio de três centrais sindicais – a Intersindical Central da Classe Trabalhadora, a Conlutas e a CUT.

Simpa 001_02

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top