José Luís Oreiro: O Brasil quebrou? Pense de novo

José Luís Oreiro: O Brasil quebrou? Pense de novo

José Luís Oreiro: O Brasil quebrou? Pense de novo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

O Brasil quebrou?

Uma das muitas falácias que se construíram nos últimos anos é que o governo brasileiro estaria sem dinheiro para pagar suas contas, o que explicaria a necessidade de fazer uma reforma da previdência a toque de caixa, do contrário, os servidores da União poderiam ficar sem receber seus salários já em 2020.

Isso não passa de fake news e terrorismo econômico barato.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

A figura abaixo mostra o saldo da Conta Única do Tesouro no Banco Central do Brasil como proporção do PIB no final de cada ano. Como podemos observar a olho nu a disponibilidade de caixa da União TRIPLICOU NOS ULTIMOS 17 ANOS, passando de aproximadamente 6% do PIB em 2001 para 18% do PIB no final de 2018. Além disso, podemos verificar que nos últimos 3 anos, o saldo da conta única do tesouro aumentou consideravelmente, em quase 9 p.p do PIB.

(CONTINUA DEPOIS DOS LINKS)


Calcule sua aposentadoria
Imprima o abaixo-assinado contra o fim da aposentadoria
Baixe o jornal da Reforma da Previdência 2019
Baixe a HQ da Reforma da Previdência
Baixe a Cartilha Contra o Fim da Aposentatoria


Nada mais mentiroso do que dizer que o “governo está sem dinheiro para gastar”, o dinheiro existe e está disponível para o Tesouro em sua conta no Banco Central; o que impede o governo de gastar não é a ausência de dinheiro, mas as regras fiscais existentes hoje como a meta de resultado primário, a regra de ouro e a regra do teto dos gastos.

Essas regras proíbem a União de efetuar uma série de gastos na atual conjuntura da economia brasileira; forçando muitas vezes os gestores públicos a CONTINGENCIAREM O ORÇAMENTO PÚBLICO, como ocorreu recentemente com as universidades públicas, para não cometer crime de responsabilidade. É o arranjo institucional da política fiscal, não a ausência de dinheiro, que está levando a União a ter que cortar os gastos discricionários em saúde, educação, investimento público, ano após ano e, com isso, tornando cada vez mais raquítica a retomada do crescimento da economia brasileira.

Em outras palavras, o governo brasileiro sofre de um distúrbio psicológico de anorexia, não de falta de alimento.

José Luís Oreiro: O Brasil quebrou? Pense de novo

Fonte: POEMA – Política Econômica da Maioria


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários