Belo Horizonte precisa de RENDA BÁSICA EMERGENCIAL MUNICIPAL!

Belo Horizonte precisa de RENDA BÁSICA EMERGENCIAL MUNICIPAL!

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

O biênio de 2020-2021 tem sido o mais difícil das vidas de milhões de brasileiras e brasileiros. Em todo o país, mais de 27 milhões de pessoas vivem hoje na extrema pobreza, com menos de 246 reais por mês, um número que cresce descontroladamente em meio à maior crise de saúde pública da história do Brasil. Tanto quanto cresce o número de mortes e de infectados pela Covid-19, segue aumentando a fome nos lares do Brasil – os mesmos lares que mais sofrem com a pandemia, localizados nas periferias e comunidades pobres.

Em Belo Horizonte, cidade onde os números preocupantes da pandemia têm mantido o comércio de portas fechadas, mais de 61.734 famílias hoje vivem com menos de 89 reais mensais. O auxílio emergencial de 250 reais ofertado pelo Governo Federal (com muito atraso), já não é suficiente nem para a compra de uma cesta básica, cujo preço na capital é de mais de 550 reais!

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Pensando em amparar a população em situação mais vulnerável, principalmente no combate à fome., as vereadoras Bella Gonçalves e Iza Lourença (PSOL), da Gabinetona em BH, em conjunto com a bancada do PDT na Câmara e do vereador Gilson Guimarães (REDE), protocolaram nessa sexta-feira (16) um projeto de Lei que propõe a criação da Renda Básica Emergencial municipal na capital.

Esse projeto, formulado em conjunto com o Fórum Municipal de Trabalhadores do SUAS em BH, com o Fórum de Economia Popular, com o CATA – Centro de Apoio ao Trabalho Ambulante, e com a Intersindical Central da Classe Trabalhadora, visa alterar a legislação do Sistema Único de Assistência Social de Belo Horizonte (SUAS-BH), e propõe uma sessão de benefícios, como um auxílio emergencial no valor de 600 reais para as pessoas que estão em situação de pobreza, extrema pobreza ou em risco social agravado pela pandemia da Covid-19 em Belo Horizonte.

BH precisa de uma Renda Emergencial Municipal, e a Prefeitura tem de assumir a sua responsabilidade no cuidado com a vida das pessoas! Nós não podemos deixar que tantas famílias sigam vivendo em condições desumanas, pois a fome também mata!

Entre em contato com o vereador e com a vereadora que você votou, e procure saber qual a posição da(o) parlamentar sobre o tema. Nós precisamos lutar pela vida da população de Belo Horizonte!

Clique no botão e assine o manifesto por uma RENDA BÁSICA EMERGENCIAL EM BH:

[maxbutton id=”10″ url=”http://bit.ly/BHsemFome” text=”ASSINAR” window=”new” nofollow=”true” ]

 

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários