“Acordão” para votar a terceirização e enterrar as audiências públicas presididas por Paulo Paim

“Acordão” para votar a terceirização e enterrar as audiências públicas presididas por Paulo Paim

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Saiba mais:
→ Centrais sindicais se reúnem com Rodrigo Maia e reivindicam mais tempo para debate sobre a Reforma da Previdência


O jornal Valor Econômico informou na última quinta-feira (16), que os presidentes do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fizeram um acordão para cumprir com a agenda do golpe e votar o projeto da terceirização ampla e irrestrita nos próximos dias.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

A tática é enterrar o PLC 30, que passou por inúmeras discussões com a sociedade civil em audiências públicas por todo o país, e dar força ao PL 4.302/98, da Câmara dos Deputados.

O PL 4.302/98 está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, mas será acelerado por Rodrigo Maia. A matéria deve ser levada direto à votação no plenário – em mais uma atitude flagrantemente autoritária do governo Temer.

Já o projeto em discussão no Senado (PLC 30/15), cujo relator é o senador Paulo Paim (PT-RS), não será pautado no plenário.

Paim viajou pelo país promovendo audiências públicas para debater a regulamentação da terceirização e pretendia emplacar um texto substitutivo (para substituir a versão original), criado em conjunto com a sociedade civil.

Ordem é enterrar o substitutivo de Paim ao PLC 30

O texto do PLC 30, que segundo a matéria do Valor deve ser engavetado, pois apesar de autorizar a terceirização sem limites e legalizar várias práticas ilegais,  o patronato quer mais e o projeto 4302 apresentado em 1998 por FHC interessa mais ao capital.

Já o texto substitutivo do senador Paulo Paim (PT-RS) não avançou, porque o senador gaúcho apresentou um texto equilibrado para os trabalhadores, impedindo a subcontratação ou quarteirização, impedindo a pejotização, regulamentando a terceirização na atividade-meio e a proibindo a terceirização na atividade-fim.

Fonte: INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se em nosso canal no YouTube

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
PEC 32 e o Desmonte do Serviço Público
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
Intersindical contra a PEC 32 em Brasília
2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários