fbpx

Rodoviários de Porto Alegre reivindicam 15,65% nos salários e adicional de insegurança

INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora

Os rodoviários de Porto Alegre aprovaram, em assembleia geral realizada na última terça-feira (5/01), uma pauta de reivindicações que prevê 15,65% de reajuste salarial para a categoria, cesta básica (que não existe para eles), alteração nos valores pagos do vale-refeição e adicional de insegurança, entre outros itens.  A data limite para a conclusão das negociações é o dia 31 de janeiro.

Além do reajuste salarial – de 11,65% de reposição da inflação e 4% de ganho real–, os rodoviários reivindicam um abono de 10% para motoristas de ônibus articulados, entrega de cesta básica de R$ 90, intervalo intraturno de até 2 horas, dispensa do serviço no dia aos trabalhadores vítimas de assalto e oferecimento de acompanhamento psicológico a eles, com a obrigatória emissão de Cadastramento da Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT), além da criação de um adicional de insegurança.

“Convoco cada rodoviário (motoristas, cobradores e mecânicos) a participar dessa luta e das assembleias, onde tudo deve ser decidido, sem essa de reuniões a portas fechadas com os patrões”, afirma Wenceslau de Barcelos Machado, da Direção Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora e um dos demitidos políticos da Carris no ano passado (para relembrar o caso clique aqui).

Machado lembra que em algumas das 298 linhas que operam diariamente e regularmente em Porto Alegre há um assalto por dia. E em muitas ocasiões há agressões físicas a motoristas e cobradores. “A pauta foi aprovada e foi encaminhada aos patrões. Enquanto isso ficaremos em vigília contra possíveis manobras e seguimos convocando a categoria a participar das próximas assembleias. Quanto mais pressão fizermos, menos golpes serão capazes de passar!”,explica Machado.

As pautas foram construídas pelos rodoviários durante o ano de 2015, em debates ocorridos ao longo dos meses, sendo na sua maioria, pautas entregues pelos diretores de base das empresas e da diretoria efetiva do StetPOA (Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre).

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES:

– acréscimo salarial de 10% aos motoristas de articulados

– reajuste nos tíquetes: de R$ 21 para R$ 25

– criação de uma cesta básica no valor de R$ 90

– restante dos tíquetes das férias  (os outros 50% dos tíquetes)

– redução do desconto do tíquete para 5%

– pagamento 15/30

– limite do intervalo intraturno para 2 horas (fim do intervalão)

– proibição da utilização das filmagens para punições sem direito à prévia e ampla defesa

– manutenção dos postos de trabalho das empresas pelo prazo de vigência da convenção coletiva

– direito de utilização do cartão funcional como passe-livre por tempo indeterminado aos trabalhadores afastados pelo INSS (hoje 12 meses)

– encaminhamento de pedido de adicional de insegurança aos rodoviários

– fim do desconto de R$ 10 no plano de saúde

– dispensa do serviço no dia e oferecimento de acompanhamento psicológico aos trabalhadores vítimas de assalto, com a obrigatória emissão de CAT

– pedido que as empresas adiram ao programa Vale Cultura do governo federal

– manutenção das demais cláusulas

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

2 Comments

  1. JOSE CARLOS SANTANA said:

    O reajuste salarial de 11,65% e a reposição de 4% devem SEMPRE estar contemplados na Pauta de Reivindicações; faltou a tradicional “bandeira” de luta que é a redução da carga horária para 6 horas, sem redução salarial; Férias de 30 dias; Cabe reforçar e reiterar e FORMALIZAR com atas, etc as ASSEMBLÉIAS representativas, que nos darão salvaguarda das decisões da CATEGORIA. Divulgar as CONVOCAÇÕES de forma intensa, atrativa e motivadora…Evitar reuniões no meio da avenida, frente o Sindicato pelego e atrelado a patronal…respeitando a categoria, assegurando segurança, proteção contra a intempérie (sol, chuva) em local fechado como o Tesourinha, o Ginásio da Brigada Militar a Igr.Pompéia, etc…

  2. Carlos said:

    Adicional para motoristas de articulados?
    É piada né!
    Se alguém merece adicionais é quem trabalha em ônibus com motor dianteiro !
    Na sua absoluta maioria articulados possuem motor traseiro ou central e câmbio automático!

*

Top