Urna eletrônica terá o voto impresso em caso de pedido de auditoria

Com 368 votos de deputados e de 56 senadores, o Congresso Nacional decidiu na quarta-feira (18) derrubar o veto da presidente Dilma Rousseff ao voto impresso para o caso de conferência, previsto no projeto de lei da minirreforma eleitoral (PL 5.735/13).

A matéria prevê o uso do voto impresso nas urnas eleitorais para conferência pelo eleitor. Fica valendo agora o texto tal qual saiu do Parlamento – no processo de votação eletrônica, a urna imprimirá o registro de cada voto, que será depositado em local lacrado, sem contato manual do eleitor.

Ainda segundo a Lei 13.165/2015, essa regra deve valer na primeira eleição geral após a aprovação da nova legislação.

Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Top
0
Comentex
()
x