Avançar na organização para fortalecer as lutas

Avançar na organização para fortalecer as lutas

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Nos dias 18, 19 e 20 de Março de 2016 acontecerá, na cidade de São Paulo, o 1º Congresso Nacional da Intersindical Central da Classe Trabalhadora. Na noite do dia anterior, dia 17/03, teremos o 2º Encontro das Mulheres Trabalhadoras da Central.

Fundada em março de 2014, a Intersindical já figura no cenário nacional como importante referência de luta classista, democrática e independente.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

A participação decisiva nas lutas contra o PL da terceirização, contra o ajuste fiscal e o ataque aos direitos, no combate à ofensiva da direita no congresso e na sociedade é uma marca da atuação da central nesse curto tempo de vida.

Seu papel na construção da unidade, principalmente através da Frente Povo Sem Medo, também é uma característica que demonstra a importância da central neste período tão complexo da vida brasileira.    

A participação nas lutas dos ramos e categorias, principalmente nas campanhas salariais, através dos sindicatos, da militância e da direção da central foi também fundamental para fortalecer a classe trabalhadora e impedir o arrocho salarial e rebaixamento dos direitos.

A solidariedade às lutas da classe, o apoio às oposições e direções combativas nas eleições sindicais e a adoção de uma política acertada para o período demonstram  o acerto da construção da central como instrumento a serviço da nossa classe, sem vacilações ou sectarismo, buscando sempre o caminho da coerência, da combatividade e independência de classe.

O internacionalismo da central também foi uma marca de sua atuação, com a participação em diversas atividades internacionais, particularmente na América Latina e Caribe. A aproximação e o debate com a Federação Sindical Mundial e suas redes, apontam o rumo que a central deve seguir: classismo e compromisso com o fim da exploração de classe. 

Cabe, agora, ampliar a organização, aumentar seu enraizamento nos estados e categorias, avançar no processo de filiação dos sindicatos e consolidar uma referência de massas, ampla, plural, aberta ao conjunto das trabalhadoras e trabalhadores comprometidos com os interesses populares.

Participe, você também, do 1º Congresso da Intersindical Central da Classe Trabalhadora. Debata na sua entidade sindical ou movimento de trabalhadoras e trabalhadores.

Saiba mais:
Quem pode participar do 1º Congresso?
Combater a dispersão e afirmar a solidariedade de classe
Inscreva sua entidade aqui

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Nilza, pela Intersindical, neste #24JForaBolsonaro na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Edson Índio, Secretário Geral da Intersindical, neste #24JForaBolsonaro, na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Camila, das Brigadas Populares, no #24JForaBolsonaro na Paulista
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários