14º CONSINAI debate os desafios dos trabalhadores para o próximo governo

14º CONSINAI debate os desafios dos trabalhadores para o próximo governo

14º CONSINAI debate os desafios dos trabalhadores no próximo governo

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

O Estado e as Reformas, para que e para quem

Acontece desde esta quinta-feira (22) o 14º CONSINAI, o Congresso do SINAI-RN (Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do Rio Grande do Norte), na cidade de Mossoró. O tema desta edição é tem “O Estado e as Reformas, para que e para quem”. O Congresso segue até sábado (24).

A entidade, fundada em 1989, protagonizou muitas das importantes lutas dos trabalhadores do Rio Grande do Norte, sendo uma das afiliadas da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

14º CONSINAI debate os desafios dos trabalhadores no próximo governo

Segundo Edson Carneiro Índio, Secretário Geral da Intersindical, “sem dúvida alguma, o 14º CONSINAI arma a categoria e a classe trabalhadora do RN, e do Brasil, para defender os direitos conquistados, para defender o desmonte do Estado e para seguir na luta fortalecendo o movimento sindical e a luta social no país”.

Os delegados debateram, também, as propostas de Reforma da Previdência que estão sendo apontadas para o início de 2019. Principalmente o Regime de Capitalização, a entrega da Previdência pública para os bancos e as mudanças no acesso à Previdência, tanto dos servidores públicos como dos trabalhadores da iniciativa privada.

Foi feito também um debate muito importante sobre a conjuntura, os desafios do próximo período, sobre como enfrentar o governo da extrema direita, o desmonte do Estado, dos direitos sociais e a entrega das riquezas do país para o capital financeiro.

Reforma Trabalhista

Os delegados também debateram a Reforma Trabalhista, já sancionada por Michel Temer e as mudanças anunciadas por Jair Bolsonaro como a carteira verde e amarela, o fim do Ministério do Trabalho, além da condição prometida durante toda a campanha Bolsonaro, em que o trabalhador deve escolher entre ter empregos ou direitos.


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on email

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

2 de outubro FORA BOLSONARO
2 de outubro FORA BOLSONARO
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
Nilza Pereira: Unidade é a chave para derrotar Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
100 mil na Paulista pelo Fora Bolsonaro
Inscreva-se
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigos
Mais recentes
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Sanatino Arruda Silva
2 anos atrás

Parabéns pelo ato desta quinta o qual busca a manutenção do estados direito em nosso país, agora mais do que nunca ameacado.