fbpx

08/03: Dia Internacional de Luta das Mulheres

Saiba mais:
Pressione deputados da Comissão da Reforma da Previdência: acesse a lista!
→ Baixe o Jornal da Reforma da Previdência
 Vídeo (3 min.): Wagner Moura e Povo Sem Medo explicam a reforma da Previdência
→ Vídeo (2 min.): Desmascarando a Farsa do Rombo da Previdência


Mulheres de todo o mundo fazem greves e paralisações neste 08/03 contra a retirada de direitos e contra o machismo que mata e violenta mulheres diariamente.

O Dia Internacional das Mulheres, 08 de março, será marcado por greves, paralisações e protestos em todo o mundo. As mulheres estão à frente de grandes e importantes mobilizações políticas, que têm um ponto em comum: o machismo precisa acabar, especialmente nas políticas de governos e nas leis.

Nos Estados Unidos, por exemplo, foram as mulheres que chamaram o gigante protesto contra a eleição do machista Donald Trump.

No Brasil, estamos diante de um governo machista e que quer impor mudanças nas regras para aposentadoria e nas leis trabalhistas que vão prejudicar em muito a vida das mulheres. Por isso, a mobilização das mulheres deve ser intensa, para mostrar ao governo que não estamos de acordo e que essas reformas NÃO PASSARÃO!

Temer quer acabar com seu direito à aposentadoria!

Reconhecendo a dupla jornada, às vezes tripla, atualmente a idade mínima de aposentadoria para mulheres pela Previdência Social é de 60 anos. Temer quer aumentar esta idade para 65 anos. E pior: para ter direito a receber o valor máximo, chamado de teto (R$ 5.531,31) a mulher deverá ter contribuído ao longo de 49 anos!

Fim do emprego para mulheres

Além da Previdência, Temer quer fazer mudanças nas leis trabalhistas que irão atingir em cheio as mulheres. Uma das principais alterações é o aumento da jornada de trabalho, que poderá chegar até 12 horas por dia! Imagine como ficará a situação para as mulheres trabalhadoras caso os patrões passem a adotar esta jornada no País.

Temer também quer facilitar a criação de contratos temporários, acabando com o emprego como conhecemos hoje com direitos como férias, 13º salário, remuneração maior pelas horas exatas trabalhadas. Por todos os retrocessos que este governo tenta impor às mulheres e à classe trabalhadora como um todo, neste 8 de março vamos parar!

Unificados e Intersindical Central da Classe Trabalhadora organizam paralisações em fábricas, nos locais de trabalho e estará presente em atos de rua em Campinas e São Paulo. Participe!

Campinas

08/03 às 16h: Ato com concentração no Largo do Rosário, Centro
12/03 às 11h30: Atividade Cultural para mulheres no Cefol Campinas

São Paulo

08/03 às 15h: Concentração na Praça da Sé para ato unitário “Aposentadoria fica, Temer sai! Paramos pela vida das mulheres” às 17h

Fonte: Sindicato dos Químicos Unificados de Campinas e Osasco

ACHOU ESSA INFORMAÇÃO IMPORTANTE?Inscreva-se para receber nossas atualizações em seu e-mail

*

Top