Toda solidariedade ao MST e às famílias dos militantes sem-terra assassinados na Paraíba

mst assassinado na paraíba

Compartilhe

Toda solidariedade ao MST e às famílias de Orlando e Rodrigo, militantes sem-terra assassinados na Paraíba

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora envia seu abraço de solidariedade a todos/as militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e às famílias e amigos de José Bernardo da Silva, o Orlando, e Rodrigo Celestino, militantes cruelmente assassinados por capangas armados que invadiram o acampamento Dom José Maria Pires, em Alhandra, Paraíba.

O acampamento fica em área da Fazenda Igarapu, da Usina Santa Tereza. O mesmo grupo empresarial foi condenado pela morte, em 1998, do trabalhador rural Luis Carlos da Silva.

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

Queremos nos somar às vozes que exigem justiça e reparação. Quem matou e quem mandou matar Orlando e Rodrigo?

A execução dos companheiros do MST é muito grave e precisa ser denunciada por todos os setores populares e democráticos do país. Nesta conjuntura de incertezas, ataques e ameaças ao povo organizado, nossa solidariedade de classe deve ser prioridade. 

A falta de terra para o povo do campo jamais se resolverá com violência. Reforma agrária é solução e a luta é o único caminho.

Lutar não é crime! Toda solidariedade ao MST!

Texto: Matheus Lobo

CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Acha esse material importante? Cadastre seu e-mail para receber nossa newsletter.

COMPARTILHE

Já assistiu nossos últimos vídeos no YouTube?

Edson Índio, na Conferência Nacional dos Bancários
Edson Índio, na Conferência Nacional dos Bancários
Mané Gabeira, na Conferência Nacional dos Bancários
Mané Gabeira, na Conferência Nacional dos Bancários
Rita Lima, na Abertura dos Congressos dos Bancos Públicos
Rita Lima, na Abertura dos Congressos dos Bancos Públicos
Inscreva-se
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários