Vote (e lute) por EMPREGO COM DIREITOS PARA TODOS!

Vote (e lute) pelo TRABALHO DIGNO!

Falta trabalho para 27,6 milhões de brasileiros e brasileiras. São trabalhadores desempregados (13 milhões), subocupados (que trabalham menos do que poderiam e gostariam) e desalentados (que desistiram de procurar emprego).

Entre aqueles empregados, são 37,3 milhões de trabalhadores informais (sem registro ou que vivem de ‘bico’), o que já representa 40% da força de trabalho no Brasil, um número recorde nas estatísticas do IBGE.

Isso significa que o Brasil voltou a ser um país recordista em desemprego e trabalho precário. A aprovação da deforma trabalhista e da terceirização jogam o país em um caos social e ameaça cada vez mais os postos de trabalho digno que restam.

O impacto do golpe de 2016, com sua agenda anti-trabalho e anti-povo, pode ser percebido pelos números. O desemprego saltou de 6,7 milhões de pessoas, em 2014, para 13 milhões no segundo trimestre de 2018.

Por trás de todos esses números estão mulheres e homens submetidos a um dos maiores dramas humano, a falta de emprego para todos, que gera insegurança, medo, desespero e depressão.

Como a Intersindical denunciou, a deforma trabalhista não serviria para gerar novos postos de trabalho, mas faria migrar empregos formais para ocupações precárias, sem direitos e submetido a todo tipo de exploração, ou seja, o subemprego.

É urgente reverter esse cenário. O povo brasileiro merece trabalho para todos e todas!

Estamos em pleno processo eleitoral. É nosso dever votar em candidatos comprometidos com a geração emergencial de emprego e com garantia de direitos. Medidas como expansão do investimento público em infraestrutura, fortalecimento dos bancos públicos e das estatais, redução dos juros e reforma tributárias progressiva são decisivas para gerar desenvolvimento com justiça social. Vote em defesa do emprego com direitos!

Mais do que o voto consciente nas urnas, é preciso se engajar! Bote a mão na massa e construa candidaturas que defendem a revogação da deforma trabalhista, da terceirização e das demais medidas golpistas.

Para a Intersindical, a candidatura que melhor expressa os interesses da maioria do povo brasileiro é a candidatura de Guilherme Boulos e Sonia Guajajara, fruto da aliança de movimentos populares e partidos.

O momento exige participação ativo nos sindicatos, movimentos populares e partidos que defendam a classe trabalhadora e o povo brasileiro. Não deixe que a política seja dominada pelo poder econômico.

Vote (e lute) pelo emprego com direitos!

Veja abaixo como cada Senador votou na deforma trabalhista (e, mais abaixo, como votou cada Deputado Federal de São Paulo)

Texto: Matheus Lobo


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Postagens Relacionadas

*

Top