Trabalhadores pelo Brasil realizam o Dia do Basta, pelo emprego, aposentadoria e direitos trabalhistas

Trabalhadores pelo Brasil realizam o Dia do Basta | INTERSINDICAL

Em defesa do emprego, da aposentadoria e dos direitos trabalhistas, a Intersindical e diversas outras centrais sindicais realizaram nesta sexta-feira (10) o Dia do Basta.

Com paralisações, assembleias nos locais de trabalho e manifestações em diversos lugares do Brasil, a classe trabalhadora intensificou a pressão sobre o governo e grandes empresários, desde as últimas pesquisas que desmontam as promessas feitas pelos organizadores do golpe.

Em São Paulo, os trabalhadores se reuniram em frente à sede da FIESP (Federação das Industrias do Estado de São Paulo), que foi um dos pilares de sustentação do golpe que impeachmou Dilma Rousseff.

Ricardo Saraiva Big, Secretário Geral do Sindicato dos Bancários de Santos e Região e Direção Nacional da Intersindical, reafirmou o golpe de Estado e ressaltou que a democracia no país está sendo destruída. “Derrotar esse golpe, é defender os direitos e construir a unidade dos trabalhadores”, analisou Big.

O Secretário Geral da Intersindical, Edson Carneiro Índio, ressaltou que é preciso dar um basta ao desemprego, às desigualdades sociais, à democracia, como levar as eleições “no tapetão” e à entrega de nossas riquezas. “O povo brasileiro tem muitas razões para dizer ‘basta’, e é significativo que estejamos em frente à FIESP. Paulo Skaff dizia que não quer pagar o pato, nós dizemos: Skaff, não pague o pato, pague impostos sobre seus bens e fortunas”.

“O dia de hoje é importante para pressionar a população fazer pressão pelas mudanças que o Brasil precisa. Vamos entrar em um processo eleitoral decisivo para os rumos das lutas de classe no país. Partidos políticos que votaram no golpe, na reforma trabalhista e nas emendas de paralisação nos investimentos da saúde e educação publicas precisam ser afrontados pelo povo brasileiro”, afirmou Índio. Segundo ele, “temos de votar em candidaturas que defendem os trabalhadores”.

Caminhada até a Petrobras

Após o ato em frente à FIESP, as trabalhadoras e trabalhadores marcharam até o prédio da Petrobras, também na Avenida Paulista, para denunciar o processo de privatização, a subutilização das refiarias, a política de preços do governo Temer e deixar claro à população a necessidade de uma Petrobras 100% pública, e não entregue ao capital estadunidenses.

CLIQUE AQUI E VEJA AS FOTOS DESTE DIA DO BASTA

Saiba mais sobre o Dia do Basta, 10 de agosto

Até o 10 de agosto a Intersindical publicou um artigo por dia sobre diversos temas que afetam a classe trabalhadora. Veja abaixo a lista dos artigos:

Basta de falta de moradia, basta de especulação imobiliária!
→ Basta de ataque à democracia!
→ Basta de miséria e fome!
Basta de juros altos!
→ Basta de aumento no gás de cozinha!
→ Basta de só encontrar bico para sobreviver!
Basta de carestia!
→ Basta de entrega das nossas riquezas!
→ Basta de desemprego!
→ 10 de agosto é Dia do Basta! Em defesa do emprego, da aposentadoria e dos direitos!

Quem votou, não volta!

Texto: Alexandre Maciel
Foto de capa: Nelson Ezídio


CLIQUE E ACOMPANHE A INTERSINDICAL NAS REDES

Postagens Relacionadas

*

Top