Quem somos

Achou esta informação importante? Compartilhe em suas redes sociais:

A INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora foi fundada em Congresso Nacional realizado na cidade de São Paulo nos dias 28, 29 e 30 de março de 2014.

Após um processo de lutas, debates e amadurecimento de mais de sete anos, o encontro representou um passo importante para unificar as lutas e fortalecer uma concepção e prática sindical democrática, combativa, plural, com independência de classe. Características essenciais para enfrentarmos os desafios colocados aos trabalhadores e trabalhadoras.

O Congresso de Fundação reuniu representações de sindicatos de 19 estados, de todas as regiões do País e a Central vem se consolidando como instrumento a serviço da organização e das lutas da nossa classe.

A importância da Central

As últimas duas décadas no Brasil foram marcadas primeiramente pelo aprofundamento do projeto neoliberal e, posteriormente, por governos que mantiveram vários aspectos das políticas neoliberais, mas que foram ligados a lutas da classe trabalhadora no passado. 

Essa conjuntura produziu confusões e diferentes respostas que aprofundou o processo de fragmentação política das organizações. E parte do movimento sindical ficou carente de referenciais de luta.

Diante de um cenário de profunda fragmentação do movimento tomamos a decisão de fazer o caminho inverso ao da dispersão, porque é uma necessidade histórica da classe trabalhadora.

Nosso congresso de fundação se deu num contexto de grande ofensiva do capital e dos setores conservadores – no Brasil e no mundo – para ampliar a exploração sobre os direitos da classe trabalhadora, dos povos e dos recursos naturais.

Na última década, ao invés de reformas fundamentais, como a agrária, urbana, tributária, da mídia ou do sistema político, o que houve foi a manutenção de uma política econômica que não rompeu com as amarras do sistema financeiro e não enfrentou os interesses dos grandes conglomerados. E, quando esses ganham, sabemos quem perde.  Por isso, a classe trabalhadora sofre ameaças constantes aos seus direitos como saúde, educação, transporte, segurança, trabalho digno não precarizado e conquistas trabalhistas.

Esse mesmo poder econômico controla o Congresso Nacional e o Poder judiciário.      

Portanto, a classe trabalhadora e seus aliados devem contar com sua própria força para barrar a retirada de direitos, avançar em conquistas e em mudanças estruturais em nosso País. Isso se faz com unidade, organização e capacidade de mobilização. 

Nossas concepções

As resoluções da INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora são pautadas numa concepção e numa prática unitária, democrática e internacionalista, que estimula a solidariedade entre trabalhadores e trabalhadoras e combina a luta imediata por melhores condições de vida com a luta política por uma sociedade democrática, livre, igualitária e socialista. 

A INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora é uma organização para as lutas dos trabalhadores e trabalhadoras, da cidade ou do campo, da ativa e aposentados, do setor privado ou público, do trabalho formal ou informal. Combate todas as formas de opressão, como gênero, etnia ou orientação sexual e defende um novo projeto para o Brasil. Nossa central reúne sindicatos e demais entidades sindicais, grupos de trabalhadoras e trabalhadores organizados em oposições e minorias sindicais e setores do movimento popular, tendo representação destes setores em sua Direção.

A INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora defende a liberdade, a autonomia e a independência política em relação a patrões, Estado, governos e partidos políticos. Questiona a atual estrutura sindical e se mantém pelas contribuições financeiras das entidades filiadas.

A INTERSINDICAL Central da Classe Trabalhadora nasceu para ser uma entidade plural, democrática e combativa e é uma organização aberta a todos que concordam com seus princípios e práticas. Fortaleça esse instrumento!

 

DSC00837 01P

Postagens Relacionadas

Achou esta informação importante? Compartilhe em suas redes sociais:

*

Top