Intervenção da Intersindical no Seminário da Reforma da Previdência, mesa “A Ação das Centrais”

As centrais sindicais compuseram a mesa de encerramento do Seminário sobre a Reforma da Previdência, promovida pelo Dieese, em São Paulo, na tarde de terça-feira (9). Cada uma delas teve a oportunidade de expor sua posição e planos de ação contra o massacre anunciado pelo governo Temer.

Clemente Lúcio, diretor técnico do Dieese, enfatizou a importância da unidade do movimento sindical diante da catástrofe que ameaça a proteção social de todos os cidadãos brasileiros. “Temos todos os motivos para nos dividirmos, mas temos que ter a capacidade política de superar nossas divergências”, afirmou.

“A compreensão da unidade é fundamental, estamos de acordo que esse projeto que está aí não nos representa”, disse Clemente Lúcio.

“Não estamos aqui discutindo quais serão as estratégias”, afirmou o diretor do Dieese, referindo-se a diferentes propostas de ação junto aos parlamentares que votarão a reforma no Congresso Nacional – considerando que há os que preferem a apresentação de emendas, projetos alternativos e os que defendem o rechaço total ao texto.

De todas as centrais ali representadas, a UGT foi a única a se manifestar claramente contra a construção da greve geral. Confira o posicionamento de cada central clicando aqui


Vídeo da posição da Intersindical no Seminário da Reforma da Previdência promovido pelo DIEESE:

Postagens Relacionadas

*

Top