Érico Colen | O Brasil foi sequestrado!

Érico Colen: O Brasil foi sequestrado! | Intersindical
  • Érico Colen*

Projetos do governo temer querem o desmonte completo dos direitos sociais, trabalhistas e previdenciários no Brasil!

O Brasil precisa acordar. Não dá mais para aceitar calado o que está acontecendo nesse país. Corrupção, mal-caratismo, crueldade contra a população brasileira promovido pelo próprio governo, que sequer precisou se eleger. Foi na base do golpe. Eu mesmo não votei na Dilma, justifiquei meu voto no 13 contra o Aécio. Ter que ver o governo e o projeto que foi derrotado nas urnas assumir todos os ministérios é uma afronta à democracia. Eu não votei na Dilma, eu votei contra a possibilidade do PSDB voltar ao poder, contra ter que ver o José Serra ministro das relações exteriores, contra o Brasil retroceder nos direitos conquistados na base de muita luta nos últimos 30 anos. O Brasileiro precisa entender, não é uma questão de defender a Dilma, mas de defender minimamente as instituições e a constituição brasileira.

O que o governo interino está fazendo não é uma nova política de estado, mas o desmonte completo do mesmo. Se a PEC 241 e a PLC 257 forem aprovadas no congresso, PODE ESQUECER DO SUS, PODE ESQUECER DE UNIVERSIDADE PÚBLICA DE QUALIDADE, PODE ESQUECER DE QUALQUER POSSIBILIDADE DE DIREITOS SOCIAIS NO BRASIL. ESQUECE DE APOSENTAR DIGNAMENTE.

A verdade é que o Estado Brasileiro foi sequestrado pelos bancos e grandes corporações internacionais. Primeiro eles sequestraram o orçamento público federal, impondo juros sobre juros impagáveis por 20 anos, conseguindo levar anualmente quase metade do orçamento. Depois repassaram a conta para os governos estaduais impondo a mesma lógica. Ou o governo estadual se deixa sangrar ou impõe aos serviços públicos a completa precarização e privatização nos próximos 20 anos. Por que não há menor dúvida que se não pode mais reajustar salários, progredir na carreira, receber férias prêmio nem tirar licenças, em 20 anos não sobra ninguém. Vai ser regime escravo com remunerações abaixo do mínimo. Isso, alinhado com a proibição de novos concursos não tem outro nome. É O DESMONTE DO ESTADO!

O projeto de estado mínimo que já não ganha nas urnas, agora tem outros métodos, é na base do golpe mesmo, sem ética, sem provas, com as pessoas mais podres desse país no poder. É impensável que um projeto de tantos retrocessos dispute as eleições, não precisou. Num país em que a população é omissa e não luta por seus direitos, a constituição se torna apenas um pedaço de papel.

É preciso lutar, se alguém não estava acreditando que o pior do que o governo Dilma não poderia ficar, está aí. Entrou Temer, o desemprego continuou, os juros continuaram, a insegurança continuou, a corrupção… E em DOIS MESES DE GOVERNO vamos retroceder 30 ANOS em direitos no Brasil.

Eu sei que muitos saíram honestamente às ruas contra o governo Dilma, que já vinha apontando alguns desses retrocessos como solução à crise, mas é preciso assumir o jogo mudou. Agora não é só FORA TEMER, temos que lutar pela constituição, por direitos de sobrevivência nos próximos anos.

ACORDA POVO BRASILEIRO.
VAMOS PRA RUA!
FORA TEMER!
NENHUM DIREITO A MENOS!

*Érico Colen é militante da Frente Povo sem Medo.


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Postagens Relacionadas

One Comment;

*

Top