Destaque articles

Índio, da Intersindical, reforça a importância de aumentar a pressão e mobilização em defesa da aposentadoria

Índio, da Intersindical, reforça a importância de aumentar a pressão e mobilização em defesa da aposentadoria

Índio, da Intersindical, reforça a importância de aumentar a pressão e mobilização em defesa da aposentadoria

Nesta manhã, Edson Carneiro Índio, Secretário Geral da Intersindical, reforçou a importância de aumentar a pressão e mobilização em defesa da aposentadoria. É hora de fazer pressão total em cima dos Deputados! E preparar as paralisações e mobilizações da próxima semana.

Reforma da Previdência Social: Leia o relatório final da CPI

Governo mente, suposto déficit da Previdência Social é manipulação. Leia ao relatório final da CPI

O Governo tenta justificar a pretendida reforma da Previdência Social, amparado num déficit fictício. O relatório final da CPI (clique para ler na íntegra), inicialmente conclui que as estimativas que serviram de base para a proposta de reforma previdenciária estão recheadas de erros e imprecisões.

PEC 181: Todas contra 18! Mulheres vão as ruas contra projeto que proíbe aborto em qualquer situação

PEC 181: Todas contra 18! Mulheres vão as ruas contra projeto que proíbe aborto em qualquer situação

Na tarde desta terça-feira milhares de mulheres pelo Brasil foram às ruas contra a PEC 181. Um projeto de Emenda Constitucional, que tramita na Câmara dos Deputados, conduzida por 18 Deputados, todos homens, que, na prática, proíbe o aborto em todos os casos. Até mesmo em caso de estupro.

Revista Essas Mulheres 2017 - nº 2 | INTERSINDICAL

Coletivo de mulheres da Intersindical lança mais uma edição da Revista Essas Mulheres

Lançar o segundo volume da revista Essas Mulheres em novembro de 2017, marca um movimento importante em nossa luta. A revista evidencia nosso combate aos retrocessos impostos por um governo ilegítimo, representado pela figura de Michel Temer, mas também, nos coloca num campo do movimento de mulheres que se reivindica negro, indígena, classista, que busca a transformação radical da sociedade e o fim das classes sociais, do racismo e do patriarcado.

Previdência social Não é reforma. É o fim da aposentadoria!

Não é reforma. É o fim da aposentadoria!

Michel Temer, a maioria do congresso e a grande mídia retomaram nesta semana uma brutal ofensiva contra a previdência social. Manipulações, mentiras, propagandas milionárias, terrorismo fiscal, tudo para convencer a população a aceitar a reforma da previdência – na verdade, desmonte.

Decreto de Temer: privatização da Petrobras, Banco do Brasil e Eletrobras

Decreto de Temer prevê privatização da Petrobras, Banco do Brasil e Eletrobras

O ilegítimo “presidente” baixou, em meio ao feriado prolongado, o mais perverso decreto contra a soberania nacional e o patrimônio público. O Decreto 9.188, publicado na última sexta, dia 3, coloca a venda todas as empresas de economia mista, como a Petrobrás, Banco do Brasil e Eletrobrás.

MP 805/17: Temer aumenta contribuição e cancela reajustes de servidores

Temer aumenta contribuição de servidores e cancela reajustes salariais

Nesta terça, 31, Temer enviou ao Congresso Nacional a Medida Provisória (MP) 805/17 aumentando a contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14%. Além de tungar o salário do funcionalismo, o ilegítimo ainda mandou cancelar reajustes salariais já acordados com os servidores.

MTST conquista avanços para trabalhadores sem teto da Ocupação Povo Sem Medo

Em marcha histórica, MTST conquista avanços para trabalhadores sem teto da Ocupação Povo Sem Medo

As trabalhadoras e os trabalhadores do MTST tiveram uma importante vitória nesta terça-feira (31). Após mais de 10 horas de caminhada e 23 quilômetros percorridos de São Bernardo a São Paulo, o movimento finalmente conseguiu abrir uma mesa de negociação com o Governo do Estado, além de avançar em demandas para as outras ocupações do MTST.

Unidade e luta em defesa dos serviços, patrimônio público, aposentadoria e emprego-6

Resolução: Unidade e luta em defesa dos serviços e do patrimônio público, da aposentadoria e emprego para todas/os

A gravidade da situação exige a atenção e a mobilização do povo brasileiro, da classe trabalhadora e dos setores democráticos. A ofensiva imperialista, neoliberal e reacionária em curso aprofunda a exploração do trabalho, abocanha mais renda pública, restringe liberdades democráticas e avança na utilização predatória dos recursos naturais.

Sintepp condena ensino confessional na escola pública

Sintepp condena ensino confessional na escola pública

Aulas confessionais nas escolas públicas indicam retrocesso, avalia Sintepp. O Sindicato das Trabalhadoras e dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará – SINTEPP, vem a público manifestar sua preocupação diante da decisão favorável do Supremo Tribunal Federal – STF sobre a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) 4439, que questiona o modelo de ensino religioso e permite aulas confessionais nas escolas públicas do país

Todo apoio à Ocupação Povo Sem Medo, em SBC!

Todo apoio à Ocupação Povo Sem Medo, em São Bernardo do Campo!

Cerca de sete mil famílias ocupam um terreno em São Bernardo do Campo, no ABC paulista. A área está abandonada há décadas e possui dívidas milionárias com IPTU não pago. A ocupação completou no último domingo trinta dias de muita resistência, solidariedade e participação popular.

Temer na ONU: cinismo a serviço do rentismo e do conservadorismo

Temer na ONU: cinismo a serviço do rentismo e do conservadorismo

Da tribuna da Assembleia-Geral da ONU, o velhaco Michel Temer repete o enredo farsesco que a ninguém engana. Já no início do discurso oco, o ilegítimo atenta contra a inteligência mundial ao “condenar” a discriminação, opressão e miséria. Logo ele, responsável por um governo tão retrógado e reacionário, a exemplo, entre uma infinidade de medidas, da reforma trabalhista recentemente aprovada que joga milhões de pessoas na miséria do subemprego e na ultra precarização que aflige, principalmente, negros, mulheres, trabalhadores/as LGBT e demais setores oprimidos pela exploração.

Manifesto internacional contra a entrega das riquezas do Brasil

Frente em Defesa da Soberania Nacional lança manifesto contra a entrega das riquezas do Brasil e coleta assinaturas

A soberania brasileira nunca foi tão afetada. A Frente Parlamentar em Defesa da Soberania Nacional lança esse alerta para que todos os órgãos de Estado, embaixadas, investidores estrangeiros, imprensa e quem mais interessar.

Assine essa petição e divulgue amplamente. Nossa meta é chegar a 1 milhão de assinaturas!

Privatizações de Temer DIEESE publica relatório e aponta recessão

Privatizações de Temer: DIEESE publica relatório e aponta recessão

Segundo o documento ‘Alguns Comentários sobre a Situação Fiscal e as Privatizações do Governo Temer’, esta política não irá recuperar a economia. Em vez disso, a probabilidade é de colocar o país numa espiral recessiva sem fim. Com investimento e gasto privados travados pelos juros reais altos e expectativas pessimistas.

FSM: Encontro Latinoamericano e Caribenho de Solidariedade à Venezuela - INTERSINDICAL

Intersindical participa de Encontro Latinoamericano e Caribenho de Solidariedade da FSM à Venezuela

Convocados pela Federação Sindical Mundial, nos reunimos na cidade de Bogotá com 25 organizações sindicais e de aposentados do país anfitrião, junto a delegações de trabalhadores do Brasil, Panamá e Uruguai, com o propósito de debater, adotar e impulsionar ações comuns de solidariedade em favor do povo e do governo revolucionário da República Bolivariana da Venezuela: bastião de luta anti-imperialista em nossa América e fortaleza assediada pelas forças coléricas da contra revolução mundial.

Denúncia contra Temer e reforma da Previdência serão destaques após recesso parlamentar

Denúncia contra Temer e reforma da Previdência serão destaques após recesso parlamentar

Terminou oficialmente nesta segunda-feira (17) o primeiro semestre de trabalhos no Congresso Nacional, que entregou a reforma trabalhista, mas não a da Previdência. Com a apresentação da denúncia de corrupção passiva contra Michel Temer, a reforma da Previdência ficou em segundo plano. Mas o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), tem dado declarações de que após votar a denúncia contra Temer vai fazer tramitar a reforma da Previdência.

Povo Sem Medo e Brasil Popular nas lutas do dia 30 de junho

A Frente Brasil Popular e a Frente Povo Sem Medo reunidas no dia 23 de junho em São Paulo reafirmam seu apoio às greves e mobilizações convocadas para o dia 30 de junho contra a reforma trabalhista e em defesa dos direitos e da aposentadoria.

NOTA DAS CENTRAIS SINDICAIS: Dia 30 de junho vamos parar o Brasil

A ação unitária das Centrais Sindicais tem resultado em uma grande mobilização em todos os cantos do país, como vimos nos dias 08 de março, 15 de março, na Greve Geral de 28 de abril e no Ocupa Brasília em 24 de maio.

CNBB reafirma apoio aos trabalhadores e aos direitos estabelecidos na Constituição

Dom Sérgio da Rocha, Presidente da CNBB e Dom Leonardo Steiner, Secretário Geral da entidade que reúne os Bispos receberam na tarde de ontem dirigentes da CUT e Intersindical. Os trabalhadores se reuniram com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil para externar a preocupação com o desmonte dos direitos patrocinado pelo governo no Congresso Nacional e para pedir o apoio da entidade à greve marcada para o dia 30 de junho.

Gilberto Maringoni: “O aumento das lutas sociais pode nos garantir”

“A nossa conjuntura deu uma virada há dois meses. Até 15/03 estávamos fechados à possibilidade de luta. O governo vinha com um trator e a gente a pé.  Mas agora temos como nos fazer ouvir através da luta política”. A declaração foi dada pelo jornalista e professor de Relações Internacionais, Gilberto Maringoni, durante a reunião de análise de conjuntura da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Guilherme Boulos explica por que o governo Temer ainda não caiu

O governo Temer, que há duas ou três semanas já era dado como “cachorro morto” pela grande mídia, pode estar à beira de uma recomposição que eventualmente poderá levá-lo ao fim em 2018 após denúncias explícitas por parte da Rede Globo. A vitória no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o fato do PSDB ainda não ter desembarcado do governo como se esperava, a base parlamentar que não ruiu inteiramente e que se expressa com o avanço acelerado da reforma trabalhista no Senado, mostram claramente que há quem o sustente.

Intersindical repudia declarações de ministro do TSE Napoleão Maia em julgamento da chapa Dilma-Temer

A Intersindical – Central da Classe Trabalhadora repudia com veemência as declarações intempestivas, antidemocráticas e irresponsáveis do atual ministro do Superior Tribunal de Justiça, Napoleão Nunes Maia, em sua alocução no julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral, na sexta-feira (9).

Reforma trabalhista avança no Senado e corre o risco de ser tratorada

Com 14 votos contra a classe trabalhadora, e 11 pela não aprovação, os governistas que compõem a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovaram, no final da tarde de terça-feira (6), o relatório da Reforma Trabalhista do relator Ricardo Ferraço (PSDB/ES), que não fez nenhuma alteração no texto aprovado às pressas na Câmara dos Deputados.

Entidades criam a Frente Ampla Nacional pelas Diretas Já

O Brasil atravessa uma grave crise política, econômica, social e institucional. Michel Temer não reúne as condições nem a legitimidade para seguir na presidência da República. A saída desta crise depende fundamentalmente da participação do povo nas ruas e nas urnas. Só a eleição direta, portanto a soberania popular, é capaz de restabelecer legitimidade ao sistema político.

PEC das Diretas vai a plenário no Senado. Só a mobilização popular pode garantir mudança.

A PEC das eleições diretas (PEC 67/2016) deu um passo adiante na quarta-feira (31) ao ser aprovada, por unanimidade, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado. A proposta prevê diretas já, se o posto de presidente da República ficar vago nos três primeiros anos do mandato, um a mais do que diz a atual legislação. Michel Temer assumiu como vice em 2014. Teoricamente a mudança abra espaço para que a população escolha o substituto de Temer, caso ele venha a cair até o final do ano.

Ocupa Brasília faz governo temer a unidade do povo e recorrer às Forças Armadas

A participação das centrais sindicais unidas e dos movimentos sociais unidos com pelo menos 200 mil pessoas foi determinante para o sucesso do Ocupa Brasília na quarta-feira (24). Prova disso foi a ação autoritária de Michel Temer, que temendo o poder de mobilização do povo contra as reformas e contra sua permanência na Presidência da República, editou um decreto concedendo poder de polícia às Forças Armadas para reprimir e dispersar o ato.

Agenda do golpe não dá trégua: relatório sobre reforma trabalhista avança na Senado

O clima esquentou no Senado na terça-feira (23), um dia antes do Ocupa Brasília desta quarta-feira (24). A reunião sobre a reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Econômicos foi uma verdadeira tratorada no povo e foi noticiada pela grande mídia de forma deturpada. Por isso Alexandre Caso, da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, explica o que de fato ocorreu na reunião de terça-feira (23) na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado e que indignou os senadores da oposição.

A reforma que, sem alarde, mira o trabalhador rural

A bancada ruralista na Câmara se organiza para aprovar um projeto que altera profundamente as relações de trabalho no campo. De autoria do deputado Nilson Leitão (PSDB-MT), o presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), a proposta está tramitando silenciosamente na Câmara desde novembro, sem gerar o mesmo barulho que as reformas da Previdência e do regime dos trabalhadores urbanos. Seu teor, no entanto, não é menos controverso.

O povo tem o direito de acompanhar a votação da reforma da Previdência, diz liminar do STF

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu liminar para permitir a entrada de qualquer pessoa no Congresso Nacional durante a análise e votação da reforma da Previdência, nesta semana. Segundo ele, o povo tem o direito e o dever de fiscalizar os parlamentares, cujas decisões terão impacto direto em suas vidas.

“Trabalho intermitente é servidão voluntária e Senado precisa corrigir excessos da reforma”, diz ministro do TST

Segundo convidado a se manifestar na sessão temática sobre a reforma trabalhista, o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Maurício Godinho Delgado, criticou o PLC 38/2017 e disse que o Senado deve corrigir “os excessos e as desproporcionalidades” contidas no texto aprovado pela Câmara dos Deputados.

Comissão especial aprova texto-base da Reforma da Previdência. Agentes penitenciários ocupam sessão em protesto!

A Comissão Especial da Reforma da Previdência (PEC 287/16) aprovou na quarta-feira (3), por 23 votos a 14, o texto-base do relator, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA). A votação dos destaques foi adiada porque dezenas de agentes penitenciários indignados ocuparam o plenário da comissão. A mídia silenciou o ato para evitar uma ocupação do povo à capital federal.

Todo apoio às aldeias gamela. Rigorosa investigação e punição!

A Intersindical Central da Classe Trabalhadora exige a investigação e a punição de todos os envolvidos no massacre às aldeias Gamela, em Viana (MA), no último domingo (30). Não podemos permitir que a barbárie se instale em nosso país e que fiquemos calados. Não podemos admitir que mãos de indígenas sejam decepadas e o Estado permaneça calado.

Câmara dos Deputados dá tiro de morte nos direitos trabalhistas. Luta segue no Senado e nas ruas!

A noite do dia 26 de abril de 2017 entrará para a história como o dia em que a Câmara dos Deputados deu um verdadeiro tiro de morte nos direitos trabalhistas e nas garantias constitucionais que protegem, minimamente, os trabalhadores e trabalhadoras contra a super exploração pretendida pelos grandes empresários e banqueiros.

Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho lista os direitos ‘usurpados do trabalhador’ na proposta de reforma trabalhista

Confira a nota pública que a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT) divulgou no último dia 13/04, onde manifesta sua indignação com o relatório e o texto substitutivo de reforma trabalhista apresentados pelo relator da matéria, o deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN), na Comissão de Reforma Trabalhista, que deve ser aprovado nesta terça-feira (18/04).

Resolução da Direção Nacional da Intersindical: Agora é Greve Geral

A construção da Greve Geral marcada para o dia 28 de abril é o principal desafio da classe trabalhadora e seus aliados para impedir o fim do direito à aposentadoria e dos direitos trabalhistas e o desmonte do serviço público. As diversas mobilizações do mês de março, como nos dias 8, 15, 28 e 31, além do vitorioso acampamento do MTST em SP, acendeu a luz amarela do golpismo que sente a pressão social contrária, principalmente ao desmonte da previdência.

Declaração Política da Frente Povo Sem Medo – Março de 2017

O ano de 2016 foi marcado por intensa resistência ao processo de golpe. No entanto, mesmo com as amplas mobilizações organizadas em todo o país, muitas delas impulsionadas pela Frente Povo Sem Medo, o golpe se concretizou. A chegada de Temer ao poder demonstrou que a elite brasileira queria retomar o comando da política que tornou o Brasil um dos países mais desiguais do mundo, com espoliação de direitos, diminuição do papel do Estado na economia e entrega das riquezas nacionais, como o pré-sal e a venda de terras para estrangeiros….

Nota técnica do Dieese esclarece os malefícios da terceirização

Dados obtidos pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Econômicos (Dieese) a partir de recortes específicos na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) revelam, de modo geral, que, nas atividades tipicamente terceirizadas, as condições de trabalho e a remuneração são bem piores do que as verificadas nas atividades que contratam pela CLT.

Nota da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho contra a terceirização

A Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho – ANAMATRA, entidade que representa cerca de 4 mil juízes do Trabalho, tendo em vista a aprovação, na noite desta quarta-feira (22/3), do Projeto de Lei (PL) nº 4.302/1998, que regulamenta a terceirização nas atividades meio e fim, bem como na iniciativa privada e no serviço público, vem a público se manifestar nos seguintes termos:

CPI no Senado vai investigar a contabilidade e os sonegadores da Previdência Social

Agora é oficial: o Senado terá uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a contabilidade e a situação fiscal da Previdência Social. O requerimento do senador Paulo Paim (PT-RS), pela instalação da comissão, foi lido na terça-feira (21) em Plenário, e teve o apoio de 57 dos 81 senadores, cerca de 70% da casa.

Temer quer o fim da CLT antes de acabar com a aposentadoria

A resistência ao desmonte da previdência está fazendo o governo mudar sua estratégia para agradar aos banqueiros e grandes empresários, acabando com os direitos trabalhistas e previdenciários. É o que aponta matéria do jornal Valor Econômico desta segunda, dia 20/03, cujo título afirma que resistência à reforma da previdência faz governo antecipar trabalhista.

Golpe de Rodrigo Maia: usar artimanha regimental para passar a reforma trabalhista sem votação em plenário!

Despacho técnico assinado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), estabelece que a reforma trabalhista tramite só na comissão especial que discute o tema, formada por 37 dos 513 deputados. Isso significa que a matéria, de amplo interesse dos trabalhadores e trabalhadoras do País, não irá para votação em plenário. Será aprovada na pequena comissão e irá direto para o Senado Federal.

Justiça determina a suspensão de propaganda de Temer em favor da reforma da Previdência

A Justiça Federal do Rio Grande do Sul determinou a imediata suspensão, em todo o território nacional, de todos os anúncios do governo federal sobre a tal “reforma” da previdência em rádios, televisão, publicações impressas e internet, sob pena de multa diária de R$ 100 mil. Na prática, o anúncio chamado de “Minuto da Previdência” toca o terror nos brasileiros e tenta convencê-los de que a única saída para o futuro do País é o fim da Seguridade Social.

Em São Paulo, mulheres ocupam a Superintendência do INSS contra a Reforma da Previdência

Em São Paulo, as mulheres da Intersindical e de diversas outras entidades sindicais e de movimentos sociais que compõem as Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular, ocuparam a Superintendência INSS em SP, contra a Reforma da Previdência (PEC 287) e as retiradas de direitos trabalhistas em curso pelo governo Michel Temer!

Reaja agora ou morra trabalhando: Pressione os deputados da Comissão Especial da Reforma da Previdência

A única chance que a classe trabalhadora tem para barrar esse desmonte da Previdência Social e a retirada de direitos sociais garantidos na Constituição de 1988 é ameaçar a classe política, ir às ruas, fazer greves e paralisações, cobrar uma posição clara e transparente de cada deputado e senador que votará esses projetos no Congresso Nacional.

Tomar as ruas contra o desmonte da Previdência! Trabalhar até morrer? Tô fora!

O governo está acertando as contas com quem financiou o golpe. Não se trata de reformar a Previdência Social. Trata-se de destruir o sistema da Seguridade Social – que engloba a Previdência, Assistência Social e Saúde públicas – para transferir uma parte ainda maior do orçamento público ao sistema financeiro e incentivar a compra de planos privados.

Se você não lutar, sua aposentadoria e direitos trabalhistas podem acabar

O governo Temer e a maioria dos deputados estão dispostos a acabar com seus direitos sociais e trabalhistas. Querem impedir a grande maioria das pessoas, principalmente as mulheres e os trabalhadores rurais, de ter acesso à aposentadoria. 65 anos para mulheres e homens se aposentar, exigência de 49 anos de contribuição e outras medidas nefastas tornariam letra morta o seu direito à aposentadoria.

FSM: Pronunciamento pelo Dia Internacional da Mulher: “Mulher trabalhadora na linha de frente”

As mulheres no mundo sempre lutaram e continuam lutando ante as situações de exploração, abuso, torturas, discriminação, ultrajes, violência machista, escravidão, mutilação genital, apedrejamento, violações sexuais, assassinados (feminicídios), práticas que ainda persistem.

Terceirização: Adiada a votação do PL 4302/98, o morto vivo que aterroriza os trabalhadores

O governo Temer concordou em adiar a votação do PL 4.302/98, prevista para ocorrer nesta terça-feira (7). Diante da pressão de parlamentares e centrais sindicais, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), suspendeu a iniciativa, mas não deu nova previsão de data, o que exige ainda mais atenção da classe trabalhadora para impedir que o texto seja aprovado – uma vez que esse projeto morto-vivo já tramitou há 19 anos na Câmara e Senado e exige apenas mais uma votação na Câmara para virar lei.

Centrais sindicais se reúnem com Rodrigo Maia e reivindicam mais tempo para debate sobre a Reforma da Previdência

Aconteceu nesta tarde a reunião das centrais sindicais com o Presidente da Câmara, o Deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ). Os representantes das centrais sindicais reivindicaram mais tempo para o debate da Reforma da Previdência.

Em defesa dos direitos e da Previdência Pública. Construir a Greve Geral!

O governo instalado pelo golpe financiado pelo grande capital aprofunda sua política de desmonte do serviço público, da destruição dos direitos sociais e desmonte das conquistas estabelecidas pela Constituição de 1988 e pela Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), de 1943.

Senado aprova a PEC 55, que congela investimentos públicos e massacra servidores

Por 53 votos a favor e 16 contra o Senado aprovou, em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição do Teto de Gastos (PEC 55/2016). A PEC da maldade, como ficou conhecida, que congela os investimentos públicos pelos próximos 20 anos, a partir de 2017.

Resolução: Unidade ampla em defesa dos direitos. Fora Temer!

A classe trabalhadora e a juventude estão indignadas. O acordão entre Temer, a maioria do Congresso e o STF – todos sem nenhuma legitimidade para mudar a Constituição – querem, a toque de caixa, destruir os direitos sociais, os serviços públicos e o patrimônio nacional para destinar ainda mais dinheiro para os banqueiros, rentistas e outros bilionários.

Agenda de massacres do Senado para este fim de ano

Confira em detalhes a agenda de massacre sobre os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil para os próximos dias: Limite de gastos com saúde, educação, previdência e segurança pública; reforma política para sufocar a esquerda; fim do abuso de autoridades; regulamentação da terceirização; liberação geral da repatriação de recursos que estão no exterior para parentes de políticos; mudanças no cálculo e arrolamento da dívida pública; flexibilização da…

Estudo técnico realizado por especialistas no Senado conclui que PEC 55 é inconstitucional

Um estudo inédito elaborado por técnicos do Senado Federal sobre a constitucionalidade da PEC 55 (antiga PEC 241 que congela os investimentos públicos do governo federal pelos próximos 20 anos) foi propositadamente ignorado pela Agência Senado porque sua conclusão colide frontalmente com a agenda do golpe e a tentativa de retirar os direitos sociais garantidos pela Constituição de 1988.

PEC 241 já está no Senado. Agora é PEC 55/16

Aprovada na terça-feira (25), em segundo turno, no plenário da Câmara dos Deputados. A PEC 241/16, que limita os gastos do governo por 20 anos, já está no Senado Federal. Na Casa, é a PEC 55/16 e vai iniciar a discussão na Comissão de Constituição e Justiça, onde o relator será o senador Eunício Oliveira (CE), líder do PMDB.

Câmara aprova venda de até 100% do pré-sal às multinacionais

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na última quarta-feira (5), o Projeto de Lei 4567/16, de autoria do então senador José Serra (PSDB), que libera multinacionais para explorar o pré-sal brasileiro sem a participação da Petrobrás, que detinha 30% de participação mínima. Além disso, a companhia deixa de ser a operadora de todos os

PEC 241 não é para limitar os gastos públicos e sim para garantir os juros aos rentistas

Vitor Hugo Tonin, economista e membro da Direção Executiva da Intersindical Central da Classe Trabalhadora, alerta para as verdadeiras intenções escamoteadas por trás da PEC 241, que o governo ostenta como um mal necessário diante da atual recessão econômica, mas que compromete o futuro do país pelos próximos 20 anos, e aponta soluções que poderiam ser adotadas, sem prejuízo para a classe trabalhadora.

Governo muda ensino médio por Medida Provisória e recua em alguns pontos, após forte reação popular

Governo muda ensino médio por Medida Provisória e recua em alguns pontos, após forte reação popular

Depois da forte polêmica ao anunciar o plano de educação para o Ensino Médio proposto por meio de Medida Provisória (MP), sem debate no Congresso, com educadores ou com a sociedade, o governo Michel Temer teve que recuar do que já havia anunciado e divulgou nota na noite desta quinta-feira (22) informando que a medida não incluirá nenhum “corte de disciplina” no ensino médio.

Os juros dos bancos e a greve dos bancários

Apesar de tantos lucros explorando a população, seus funcionários e os recursos do tesouro nacional – através do recebimento das taxas de juros que remuneram os títulos da dívida pública – os bancos apresentaram uma proposta 2,39% inferior à inflação do período. A categoria reivindica 14,78%, referentes à inflação mais 5% de aumento real.

Top