Aposentadoria na mira de Temer e aliados

Aposentadoria na mira de Temer e aliados

Governo prepara ataque para início de novembro, logo após a votação da denúncia contra Temer.

Aliados de Michel Temer preparam uma forte ofensiva para, no início de novembro, retomar as votações da reforma da previdência. As declarações dos líderes de Temer no Congresso foram feitas à grande imprensa ontem, dia 09.

Temer sabe que para se garantir à frente da presidência precisa manter o apoio do grande empresariado e dos banqueiros, que exigem a aprovação da reforma. A rigor, os empresários querem que o governo corte benefícios sociais para destinar mais dinheiro público para o grande capital.

Defenestrado pela maioria da população, como apontam todas as pesquisas, Temer só se garante no poder através da adoção de medidas e reformas de interesse dos bilionários que financiaram o golpe que colocou a quadrilha de Temer na presidência.

“O povo brasileiro precisa ficar atento e se mobilizar. É preciso recompor a unidade ampla da classe trabalhadora, através das centrais, das frentes de mobilização como Povo Sem Medo e Brasil Popular e de todos os setores democráticos e progressistas do Brasil. O dia 10 de novembro vai despontando como uma data importante pra retomada dessa unidade necessária”, afirma Edson Carneiro Índio, Secretário Geral da Intersindical Central da Classe Trabalhadora.

Além de impedir a aprovação da reforma das aposentadorias, a luta é por emprego digno para todos/as, pela REVOGAÇÃO reforma trabalhista, fim das privatizações e retorno da democracia no país.

Foto: Lalo de Almeida / Folhapress


INTERSINDICAL – Central da Classe Trabalhadora
Clique aqui e curta nossa página no Facebook
Inscreva-se aqui em nosso canal no YouTube

Postagens Relacionadas

*

Top