1º de maio: Intersindical não apoia o governo, mas é contra o golpe

Achou esta informação importante? Compartilhe em suas redes sociais:

O 1° de maio de 2016 não poderia ter outro mote, diante do golpe de Estado imposto ao Brasil pelo grande capital e a direita. Em todas as regiões do país, a Intersindical se pautou pela defesa da democracia e dos direitos sociais ameaçados. Na capital paulista, a Central esteve presente nas duas manifestações combativas, como no Vale do Anhangabaú, que reuniu mais de 100 mil pessoas e ainda no início da manhã, na Praça de Sé. No Vale Anhangabaú, o ato unitário foi convocado pelas Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular.

Fala de Edson Carneiro Índio, Secretário Geral da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, no ato de 1º de maio unitário convocado pelas Frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular.

Leia mais: 1° de maio contra o golpe, em defesa da democracia e dos direitos sociais

Postagens Relacionadas

Achou esta informação importante? Compartilhe em suas redes sociais:

*

Top